fbpx
24 C
Porto Velho
quinta-feira, 04 junho 2020, 09:26
Site de apostas
Site de apostas

Aprovado na Assembleia legislativa Voto de Repúdio contra violência de policiais rodoviários federais em Rondônia

A Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, através do presidente, deputado Léo Moraes (PTB) acatou requerimento que pede a aprovação e encaminhamento de Voto de Repúdio, por parte da Assembleia Legislativa, contra ato violento praticado por policiais da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o parlamentar, no dia 21 de setembro deste ano, durante manifestação pacífica dos moradores do Bairro Renascer, em Porto Velho, policiais da PRF teriam agido com extrema violência, não poupando, inclusive, as mulheres.

Imagens de vídeo, apresentadas por Léo Moraes, comprovam a ação truculenta de policiais rodoviários federais que, além de jatos de spray de pimenta, utilizaram de agressão física e psicológica contra os manifestantes.

Para Léo, os moradores estavam apenas reivindicando direitos à cidadania, manifestando-se por dignidade e justiça. Durante sessão plenária, as imagens foram apresentadas aos demais parlamentares da Casa. As cenas geraram a revolta dos deputados presentes que externaram total apoio a Léo Moraes, aprovando o Voto de Repúdio.

“Esses moradores estavam, há dias, sem energia elétrica no bairro e nenhuma autoridade tomava providência. Resolveram, então, iniciar o protesto, justo e pacífico”, relatou o deputado que acrescentou ter sido a forma encontrada, pelos moradores, para chamar a atenção do Poder Público.

Léo Moraes fez questão de frisar que o Voto de Repúdio não é direcionado a instituição da Polícia Rodoviária Federal em geral, e sim, aos atos violentos praticados pelos policiais que estiveram naquela ocasião em questão.

“Não há como negar, foi uma ação covarde, principalmente em se tratando de violência contra mulheres, as imagens falam por si. No entanto, não podemos generalizar. Nosso Voto de Repúdio é direcionado apenas a atitude daqueles policiais que ali estavam e que, infelizmente, participaram de uma cena lamentável e revoltante”, declarou Léo Moraes.

O deputado diz não fazer sentido uma instituição séria como a PRF trabalhar em campanhas alusivas a proteção a mulher, como as praticadas durante o Outubro Rosa e ao mesmo tempo, ser protagonista de uma violência desmedida contra pessoas indefesas.

“Não podemos aceitar esse tipo de comportamento. Esse Voto de Repúdio representa nossa indignação pela atitude desses policiais que culminou com as agressões físicas e psicológicas aos moradores do Bairro Renascer, em especial, às mulheres vítimas dessa covardia”, concluiu Léo Moraes.

Foi deliberado o encaminhamento integral da denúncia ao superintendente da Polícia Rodoviária Federal de Rondônia, Alvarez de Souza Simões, para as providências administrativas.

Últimas notícias: