Rondônia - 12 de dezembro de 2018
Home / Notícias / Mundo / Show de rock em boate da Romênia termina em tragédia com 27 mortos

Show de rock em boate da Romênia termina em tragédia com 27 mortos

EFE

Raúl Sánchez Costa.

Bucareste, 30 out (EFE).- Uma apresentação de rock em uma casa noturna no centro de Bucareste, a capital da Romênia, terminou nesta sexta-feira em tragédia, com pelo menos 27 mortos e 162 feridos, depois que o local pegou fogo, provavelmente por causa dos efeitos pirotécnicos que acompanhavam o show.

As autoridades ainda não se pronunciaram sobre as possíveis causas do desastre, mas uma testemunha relatou ao canal de notícias “Digi24” que as chamas foram provocadas pelos efeitos pirotécnicos que incendiaram uma coluna no interior do local.

“O incêndio começou com os fogos de artifício. Se estendeu por uma coluna do clube e, depois, para todas as partes”, explicou o jovem, um dos muitos que compareceram ao local para assistir a apresentação do grupo de rock local “Goodbye to Gravity”.

“Só havia uma saída de emergência aberta. A outra estava bloqueada”, garantiu a testemunha.

“Houve muita confusão, com gente pisoteada, até que arrombamos a porta. O primeiro dispositivo da polícia chegou em 20 minutos e, mais tarde, os bombeiros. Entraram com máscaras de oxigênio”, afirmou o jovem.

Outras testemunhas explicaram que pedaços do teto, que era coberto por uma espuma de isolamento acústico, começaram a se desprender até cair sobre os presentes.

O secretário de Saúde da Romênia, Raed Arafat, explicou em declarações para a imprensa local que dezenas de pessoas estão internadas em estado grave, por isso o número de mortos pode ser ainda maior.

“Uma parte dessas pessoas, as que foram levadas em ambulâncias, estão em estado grave e necessitavam ser entubadas, por isso tivemos que transferir aparelhos de ventilação aos respectivos hospitais”, disse o funcionário.

O show começou às 21h locais (17h de Brasília) e, cerca de duas horas depois, começaram os efeitos pirotécnicos que supostamente provocaram o incêndio no interior da sala.

O primeiro chamado de socorro foi feito apenas quatro minutos depois, alertando sobre o incêndio e solicitando ajuda, e às 23h05 locais (19h05 de Brasília) chegaram as primeiras ambulâncias, de acordo com informações da imprensa local.

Alguns dos feridos sofreram queimaduras em 70% do corpo, e outros foram intoxicados por monóxido de carbono. Eles foram levados a diversos hospitais da capital romena.

O ministro da Saúde do país, Nicolae Banicioiu, pediu hoje aos cidadãos de Bucareste, uma cidade com aproximadamente 3 milhões de habitantes, que compareçam aos centros de saúde para doar sangue.

As autoridades locais, que decretaram o chamado “código vermelho” de emergência civil por se tratar de um grande número de vítimas, mobilizaram 60 ambulâncias e uma dezena de unidades de bombeiros para prestar socorro no local.

Em uma primeira reação, o presidente romeno, Klaus Johannis, manifestou sua “profunda dor pelos trágicos eventos ocorridos hoje”.

“É um dia muito triste para todos nós, para nossa nação e para mim pessoalmente”, escreveu o chefe de Estado em seu perfil no Facebook.

Segundo o canal de televisão “Antena 3”, o primeiro-ministro romeno, Victor Ponta, suspendeu uma viagem oficial ao México para retornar com urgência a seu país devido ao trágico incidente.

“É uma grande tragédia”, disse, por sua vez, o ministro do Interior, Gabriel Oprea. EFE