Rondônia - 21 de Abril de 2018
Home / Notícias / Brasil / Suspeito de matar mãe e bebê é assassinado na delegacia

Suspeito de matar mãe e bebê é assassinado na delegacia

Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi morto a facadas dentro da delegacia do Bujari, distante 22 Km de Rio Branco, depois de mais de 50 pessoas invadirem o local. Bezerra é suspeito de matar Jardineis da Silva, de 25 anos, e a filha dela, de seis meses, na comunidade Boa Esperança, na BR- 364, zona rural de Rio Branco.

O delegado do município, João Augusto, informou que os agentes não conseguiram conter a revolta.

“Era muita gente, muita mulher gritando e homem com sede de matar. Foi detido um com faca e outro com arma de fogo. Ele foi morto a facadas. Eu tô aguardando a perícia para poder saber quantas facadas ele levou e o corpo deverá ser levado para o IML de Rio Branco”, explica o delegado.

A criança de seis meses foi morta com a mãe. A dona de casa teve a barriga aberta, parte das vísceras retiradas e, após ser costurada, foi amarrada a pedras e jogada em um rio da comunidade. O corpo de Jardineis foi achado na segunda-feira (16) e o da criança foi achado na terça-feira (17), com marcas de violência.

População do Bujari se concentra em frente à delegacia da cidade  (Foto: Aline Nascimento/G1)
População do Bujari se concentra em frente à delegacia da cidade (Foto: Aline Nascimento/G1)

Augusto classificou como “imprudência”  tranferiri o presos da delegacia de Rio Branco para a unidade no Bujari.

“Ele deveria ter ficado na Delegacia da Mulher, em Rio Branco. Foi a revolta dos familiares. Foi impossível conter”, destaca.

Entenda o caso

O crime bárbaro chocou a comunidade de Boa Esperança, localizada na BR- 364, em Rio Branco. Jardineis Oliveira da Silva, de 25 anos, foi morta a facadas, e jogada em um rio. Ela foi encontrada no domingo (15).

Após ela ser achada, começaram as buscas pela filha de seis que estava com a mãe no dia do crime. A criança foi localizada nesta terça-feira (17), em um matagal e, segundo o delegado da cidade, o rosto da criança aparentava ter sido “esmagado”.

De acordo com o delegado Rêmulo Diniz, que conduziu as diligências na zona rural, o suspeito teria caminhado cerca de 1h com a criança morta.

Bezerra, suspeito que confessou o crime, estava na delegacia do município do Bujari, distante 22 quilômetros de Rio Branco.

Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi preso e encaminhado para a delegacia em Rio Branco  (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi preso e encaminhado para a delegacia em Rio Branco (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Fonte: G1

noticias doidas