Rondônia - 20 de agosto de 2018
Home / Notícias / Religião / Estudos de Provérbios / Provérbios 16:33 – A sorte se lança no regaço, mas do Senhor procede toda a sua disposição

Provérbios 16:33 – A sorte se lança no regaço, mas do Senhor procede toda a sua disposição

Você acredita na sorte? Esqueça isto! Nada acontece pela sorte – todas as coisas acontecem pela escolha e o poder de Deus. Ele governa todas as coisas no universo, até mesmo os jogos da sorte! Aprenda sabedoria. Você terá uma visão bem informada da vida e uma sólida base para uma grande fé. Nada surpreende o SENHOR – Ele planejou todas as coisas, até mesmo aquelas que o surpreendem.

Que coincidência! Eu não posso acreditar no que aconteceu! Você tem tanta sorte! Isto foi uma verdadeira casualidade! O gerador de números ao acaso (o programa que fabrica uma série de números ao acaso no computador). Aquele número, não poderá acontecer novamente! As possibilidades são totalmente contra ele. Tais expressões são comuns àqueles que não conhecem ou creem na soberana providência do SENHOR. Eles presumem que a vida inclui eventos aleatórios, o que distorce grandemente seu poder de juízo, ou de sabedoria.

Jeová da Bíblia é o soberano da chance. Ele governa ate o lançamento da sorte, que foi usado para selecionar uma pessoa dentro de um grupo. Hoje, uma moeda é lançada para tirar cara ou coroa em jogos de futebol para determinar qual o time que vai sair com a bola no início do jogo. Professores podem recorrer ao uso do par ou ímpar para escolher um aluno para uma determinada tarefa. Dados são lançados para apostar ou determinar o número de casas de um jogo que se possa avançar. Estes eventos parecem ser a sorte ou eventos coincidentes dentro da sua perspectiva, mas Deu é o SENHOR da sorte!

Algumas pessoas dizem, eu gosto da minha sorte. Outros dizem: ‘Você tem uma boa chance’. Todos deveriam dizer: ‘Se o SENHOR assim permitir, faremos isto ou aquilo’ (Tg 4:13-15). Algumas pessoas estudam probabilidades e estatísticas, crendo que programas de computadores bem feitos podem prever mudanças no mercado de ações, previsões do tempo, a melhor mão de um conjunto de cartas num jogo de pôquer, a taxa de natalidade, a ocorrência de uma doença, tabelas atuariais, etc. Mas se esquecem do Deus da sorte! Ao invés de meramente medir médias ou chances estatísticas, eles deveriam humildemente buscar o Deus da sorte para cada evento individual.

Quando marinheiros pagãos estavam aterrorizados numa tempestade, eles lançaram sorte e descobriram que Jonas foi a razão do problema (Jn 1:1-10). Quando Saul quis saber quem havia quebrado o seu decreto, ele reduziu o número de pessoas da nação até chegar a Jonatas (ISm 14:36-46). Josué eliminou todo um povo até chegar a Acã como sendo o culpado de uma derrota de batalha e a perda de 36 pessoas (Js 7:10-19). Israel escolheu onde cada viveriam lançando a sorte (Ne 11:1), e os apóstolos escolheram a Matias ao lançarem a sorte para substituir a Judas (At 1:26). Jeová é o SENHOR da sorte!

Quando o rei Acabe se disfarçou numa batalha para evitar que fosse morto como havia sido previsto pelo profeta de Deus, uma flecha atirada a esmo não só acertou um homem, mas ela acertou a Acabe! Ela não somente acertou a Acabe, como penetrou numa junta da sua armadura real; e não só acertou numa junta da sua armadura, como também lhe causou um ferimento mortal! Não importa o quanto que você pensa que se protegeu adequadamente contra o juízo de Deus, a palavra Dele certamente se confirmará (Pv 11:21; 16:5; Jr 37:9-10).

Rute escolheu colher alimento no campo para sustentar a Naomi e a si mesma. Foi sua sorte escolher o campo de Boaz, um homem rico que precisava de uma mulher, que se casou com ela; eles se tornaram os ancestrais de Davi e de Jesus Cristo (Rute 2:3). O Deus da chance dirigiu Rute para o campo certo onde ela conseguiu muito mais do que colher grãos. Considere de que forma muitas noites solitárias Deus atendeu e a futuras gerações que Ele afetou ao influenciar a escolha de Rute em algumas intersecções!

Quando a Bíblia fala de tempo e de chances de acontecer com os homens (Ec 9:11; ISm 26:10), isto é apenas a visão do homem, pois Jeová é O SENHOR do tempo e da oportunidade (Jr 15:2). Sabedoria, força, rapidez, ou habilidade não funciona todas às vezes, porque o Senhor remaneja o tempo e a chance para realizar diferenças, apesar desses meios normais. Você traça os seus planos da melhor maneira possível pelas regras da sabedoria de Deus e, então, você confia nelas para obter as bênçãos de Deus (Pv 16:9; 19:21; 20:24; Tg 4:13-15).

Apesar de Deus governar eventos e circunstâncias, você ainda utiliza os meios ordenados por Ele para realizar escolhas. Você não se casa baseado num encontro aleatório; você casa com uma pessoa que dentro dos padrões de Deus (Pv 31:30). Você não lança uma moeda para tomar decisões de negócios; você recorre a muitos conselheiros (Pv 15:22). Você não pratica a roleta russa na cama matrimonial; você sabiamente administra o tamanho da família e o momento certo (ICo 7:6-9,25-28,32-35; Mt 19:12; Pv 22:3). Você só lança a moeda quando tem duas escolhas iguais baseadas nos critérios de Deus.

Você teme uma morte acidental enquanto dirige, porque os estatísticos identificaram a probabilidade para os motoristas da sua região? O que dizer de se engasgar num osso de galinha? Ou ser atingido por um raio? Ou de ter um ataque de coração? Deus está totalmente no controle de tais eventos, portanto uma morte acidental não é um acidente para Ele (Ex 21:13). Ao invés de temer um cruzamento com tráfico intenso, ore ao Senhor do acaso e dirija com razoabilidade através do trânsito.

O que parece para você como sendo um acidente é Deus trabalhando o Seu governo soberano do mundo, punindo malfeitores, ou recompensando os justos, ou as duas coisas (Is 10:5-15; 57:1-2; Lc 13:1-5). Portanto, um acidente automobilístico, quando você estava conscientemente procurando evitá-lo, claramente é por decreto de Deus e é parte do eterno propósito Dele (Rm 8:28). Creia nisto, e viva sem medo!

Nem mesmo um pardal cai do céu sem o controle e o cuidado providencial do Senhor Jeová, e os Seus filhos são mais valiosos do que muitos pardais (Mt 10:29-31). Quanto você confia no verdadeiro Deus para tomar cuidado da sua vida e das suas necessidades hoje? Você reconhece aqueles eventos “aleatórios” e da “casualidade” da sua vida para estar à disposição Dele? Deus alimenta os animais e os pássaros (Sl 147:9). Ele pode facilmente cuidar de você (Mt 6:25-34).

Se você, por acaso, encontra uma pessoa ferida no curso normal dos seus negócios, então você pode presumir corretamente que Deus a colocou em seu caminho para ver o que você faria (Lc 10:25-37). Se você deparar com um desastre natural ou humano no noticiário, ou lucros inesperados realizados por outros, você saberá com completa segurança que Deus dispôs as duas coisas. Se acontecerem com você, tanto a adversidade quanto a prosperidade, elas são para dirigir você a Ele (Ec 7:14).

Para conhecer um grande evento com o Deus do acaso em cada página, leia o Livro de Ester da Bíblia. Nas suas páginas estão os aprazíveis eventos usados pelo Deus celestial para proteger a Sua igreja sob o governo do Império Persa. De um concurso de beleza até um comício político e muitas outras demonstrações da providência de Deus, o SENHOR revela o Seu absoluto controle de eventos aleatórios para o benefício do Seu povo e a destruição dos Seus inimigos. À luz daquilo que você vai ler ali a respeito de Mordecai e de Ester, agradeça a Deus pelos eventos “aleatórios” em sua vida!

Desde os pardais até a crucificação detalhada da crucificação do Senhor, tudo está de acordo com o conselho e a presciência soberana de Deus (At 2:23; 4:28; 15:18). Se você já ouviu o som jubiloso do evangelho, você precisa entender que Deus lhe enviou um homem com um envolvimento nada inferior àquele m que Deus enviou Felipe ao eunuco ou Paulo a Lidia (At 8:26-40; 16:6-14; Rm 10:14-15; Jr 3:15; Ef 4:11-12). Você tem a obrigação de sempre dar graças a Deus por tais abençoados privilégios que Ele escolheu lhe dar (IITs 2:13-14).