Rondônia - 18 de outubro de 2018
Home / Notícias / Brasil / Lula aposta na ignorância coletiva em entrevista patética

Lula aposta na ignorância coletiva em entrevista patética

Tuitadas sobre a entrevista de Lula a Roberto D’Ávila na Globonews:

– Quem critica Dilma jogaria fora um filho com febre. É a tese de Lula, após negar que dá palpite no governo. Não há limite para o ridículo.

– O mesmo Lula que exige saída do ministro da Justiça diz: “Acabou o cerceamento à investigação neste país.” Faltou completar: apesar de mim.

– Lula legitima a roubalheira do PT culpando o financiamento que beneficiou o próprio partido. É asqueroso.

– Lula, confrontado com roubalheira do PT, acusa o PSDB também. Mas se não há cerceamento à investigação, por que só os petistas estão presos?

– Lula: “A única preocupação que Dilma deve ter é começar a cuidar do Brasil.” Ela está no quinto ano do governo. Lula sabe que não começou.

– Lula diz que tem vergonha na cara. (Risos.)

– Lula diz que nenhum empresário teve com ele conversa imprópria. Nem precisa. O negociante é seu melhor amigo Bumlai.

– Lula: “Não quero tirar o Levy.” Só fritar.

– Lula culpa imprensa por “negar a política e achar que tem saída fora da política”. O que o PT chama de política tem outro nome na Lava Jato.

– Lula usa metáfora futebolística até para atacar a credibilidade de delatores, alegando que um diz que o outro disse que Pelé, Neymar, Cristiano Ronaldo disseram… Puro populismo.

– O PT de Lula dá credibilidade aos delatores só quando lhe interessa. Recordar é viver:

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil