Rondônia - 20 de outubro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / SIMPI oferece treinamento  para  confecção de redes para exportação

SIMPI oferece treinamento  para  confecção de redes para exportação

Redes confeccionadas com algodão orgânico, ornamentada com sementes da Amazônia – Foto Simpi/RO
Redes confeccionadas com algodão orgânico, ornamentada com sementes da Amazônia – Foto Simpi/RO

As redes já têm mercado garantido na Austrália, onde serão comercializadas por organização que segue princípios do comércio justo (Fair Trade)

O Sindicato da Micro e Pequena Indústria (Simpi)  de Rondônia está oferecendo uma oportunidade de renda extra para mulheres excluídas do mercado de trabalho, com a confecção de redes de algodão ornamentadas com sementes típicas da região. As interessadas devem passar por um treinamento para aprender a confeccionar o produto e receberão kits com linhas de algodão orgânico,  produzido de forma sustentável, sem o uso de agrotóxicos.  As redes serão comercializadas pela organização Green Beach,  que vende produtos do Brasil  em Sydney, na Austrália, atendendo aos princípios do   Fairt Trade , comércio  onde o produtor recebe remuneração justa por seu trabalho.

O presidente do SIMPI/RO, Leonardo Sobral, explica que o projeto de exportação das redes, que teve o apoio do SEBRAE/RO, surgiu da exposição do produto pelo pescador João da Cruz Cardoso  – que utilizou uma técnica aprendida com o pai – na loja Profac, em Porto Velho. O sucesso do produto com turistas estrangeiros mostrou o potencial exportador do mesmo. As redes passaram por uma série de adaptações para atender exigências de consumidores europeus e norte-americanos e chamou a atenção das responsáveis pela Green Beach pelo fato de  serem da Amazônia e oferecerem  oportunidade de trabalho e renda para pequenos produtores.

Microempreendedora Ady Sossa vai ministrar oficina de confecção de redes – Foto Simpi/RO
Microempreendedora Ady Sossa vai ministrar oficina de confecção de redes – Foto Simpi/RO

O treinamento oferecido pelo Simpi,  que tem o apoio do Banco do Povo e da FEEMPI/RO,  será ministrado pela microempreendedora individual  Ady Sossa, 45 anos, que participa do projeto desde o seu início e já fornece redes para comercialização na Australia.  Ady  trabalhou antes em restaurantes, lava-jato e como ajudante de pedreiro. Para ela, a confecção das redes tem como grande vantagem a possibilidade de serem feitas em casa. “É uma oportunidade para as mulheres que não têm com quem deixar os filhos e precisam melhorar a renda da família”, considera.

As redes serão comercializadas pela internet, feiras/eventos e lojas de Sydney e pela loja virtual  www.greenbeachco.com.  “O projeto das redes, que conhecemos pelo youtube (https://www.youtube.com/watch?v=9U1u_nDQz5E),  está de acordo com os propósitos da Green Beach e  atende ao mercado da Austrália, onde já é muito forte o conceito de Fair Trade, assim como a valorização de produtos ecologicamente e socialmente corretos”, explica Renata Hilário, uma das responsáveis pela organização.

Para Leonardo Sobral, a oportunidade de trabalho oferecida pela venda de redes de Porto Velho no mercado externo atende a uma política do SIMPI que há 21 anos  incentiva os empresários de Rondônia a exportar seus produtos. A entidade conta com a central de vendas Amazon Business Export e com a Câmara de Comercio de Micro e Pequenas Empresas -Brasil EUA e Canadá, com escritórios Tampa Bay, na Costa Oeste da Flórida, nos Estados Unidos,  e representações em 12 países dos EUA, Europa e Ásia.

As pessoas interessadas em participar da confecção e comércio das redes  podem procurar o SIMPI/RO, na rua Padre Chiquinho, nº 1454, bairro Pedrinhas, em Porto Velho, telefone 55 (69) 3026 2108.

Ana Aranda – Assessoria de imprensa