Rondônia - 19 de novembro de 2018
Home / Notícias / Brasil / Tornado causa pânico e destruição em Marechal Cândido Rondon

Tornado causa pânico e destruição em Marechal Cândido Rondon

Marechal Cândido Rondon, Paraná – Um forte vendaval atingiu a cidade de Marechal Cândido Rondon, na região oeste do Paraná, na tarde desta quinta-feira. Vídeos enviados por telespectadores mostram de um possível tornado. O Instituto Meteorológico Simepar ainda não confirmou o fenômeno.

(notícia atualizada às 20h25min com novos vídeos)

Vário vídeos e fotos logo mais abaixo…

Por enquanto a informação repassada pelo Simepar é que se trata de uma “shelf cloud”, que também pode ser chamada de “super tempestade”. “A possibilidade de um tornado ainda não está totalmente descartada, estamos avaliando os dados e imagens”, disse a meteorologista Sheila Paz.

O temporal começou por volta das 16h e a região mais afetada foi a Vila Gaúcha. As cidades de Entre Rios e Palotina também foram atingidas.

Todas as entradas de Marechal Cândido Rondon estão interditadas e existem várias árvores tombadas em rodovias. Várias casas, estabelecimentos comerciais e indústrias ficaram danificados. A Copel confirmou que 9,5 mil unidades estão sem energia elétrica no município.

Polícia, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil já estão trabalhando para ajudar a população. Confira no primeiro vídeo abaixo a nuvem com formato de um possível tornado.

Pela estimativa do vento e dos estragos observados nos registros , o tornado está categorizado como um F1 (classificação FUJITA).

Nesta categoria, as rajadas de ventos apresentam-se entre 115 km/h a 180 km/h, mas o estimado é que os ventos nas proximidades deste tornado tenham ficado entre 115 km/h e 125 km/h.

Este primeiro vídeo é da empresa Sperafico. Filmagens da destruição, feitas com helicóptero, após o tornado.  

Terceiro tornado
Este é pelo menos o terceiro tornado que atingiu áreas habitadas no Paraná neste ano. Em julho, o fenômeno aconteceu na região de Francisco Beltrão, no sudoeste. Este é pelo menos o segundo tornado registrado no Paraná desde julho deste ano. Na ocasião, os ventos atingiram 115 km/h, segundo a Somar Meteorologia. O tornado de julho deixou 51 pessoas feridas apenas em Francisco Beltrão.

Já em outubro, outro tornado foi registrado na cidade de Cafelândia, no oeste paranaense. Os ventos atingiram a mesma velocidade dos registrados em Francisco Beltrão. No entanto, a área atingida era menos habitada. Um aviário, com 21 mil frangos foi atingido. Quase todas as aves morreram.

Nuvem
De acordo com o Simepar, esse tipo de nuvem está associada à chegada de uma frente fria e à presença de ar quente e úmido, justamente cenário em que se encontra a região oeste do Paraná. Não se pode afirmar que o fenômeno trata-se de um tornado, já que a Shelf Cloud é conhecida também por causar outro tipo de ventania, chamada pelos metereologistas como “Down Burf”, também capaz de causar destruição.

Além disso, a formação da nuvem está diretamente ligada ao fenômeno El niño, que neste ano apresenta grande intensidade e interferência no clima brasileiro. O alerta para tempestades como a de Marechal Cândido Rondon continua em todo estado não só hoje, mas também durante a primavera e o verão.

Com informações de RICMais, Bem Paraná, G1 e CATVE
Fotos e vídeos foram enviados por leitores pelo WhatsApp de Folha Nobre.