Rondônia - 19 de outubro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Casal adere ao fisiculturismo e exibe corpo definido

Casal adere ao fisiculturismo e exibe corpo definido

Disciplina é o que não falta para o casal Patrícia Camargo  e Gustavo Lyra, de Ji-Paraná.

Aos 26 anos, os dois são fisiculturistas e já colecionam títulos no currículo. A mais recente conquista da bela rondoniense foi o vice-campeonato na categoria Welness até 1,65m.

Enquanto o Gustavo faturou a medalha de bronze na categoria sênior.

A dupla rondoniense competiu na Exponutrition 2015, segunda maior feira fitness do Brasil.
E quem observa o casal, percebe porque eles foram premiados.

934779_563465337091266_8568498791323333764_nMúsculos que saltam aos olhos de tanta definição. Curvas de dar inveja a muita gente. Patrícia conta que sempre competiu em concursos de beleza e já foi até Miss Rondônia Mirim, porém largou as passarelas quando entrou na adolescência.

– Modelos geralmente têm 1,70m ou mais.

Como não me encaixei nesse padrão, deixei de lado, mas sempre fui bastante competitiva – afirma.
Os dois começaram a namorar na faculdade.

O casamento aconteceu em 2011, mesmo ano em que Patrícia se interessou pela musculação.

O Gustavo sempre ia treinar e eu ficava em casa, vendo televisão. Um dia resolvi acompanhá-lo e nunca mais parei.

Mas só em 2012 eu comecei a fazer dieta direitinho, fui me empenhando cada dia mais e vendo os resultados. Daí surgiu a vontade de competir e a vontade virou um sonho.
No dia 4 de julho, o primeiro lugar da categoria Wellness até 1,63 m no Campeonato Amazonense de Fisiculturismo e Fitness, realizado em Manaus, foi a primeira conquista.

E sempre que lembra do feito, emociona-se.
– Foi meu primeiro campeonato, eu nunca havia competido.

Começar já com vitória foi muito bom. Fiquei um pouco insegura quando vi as outras competidoras, todas lindas, com o shape legal, mas atingi meu objetivo e venci, fiquei muito feliz! – diz.

A preparação para o campeonato não foi fácil. Patrícia, que já faz dieta regrada, precisou cortar carboidratos e, na última semana de preparação, precisou diminuir até a água que bebia, para que os músculos ficassem bem em evidência.

Os treinos mudaram há cerca de um ano, quando ela deixou de treinar membros superiores e focou mais no desenvolvimento de pernas e glúteos, exigências da categoria em que Patrícia compete.

– Fica difícil treinar, você até passa meio mal, mas quando você supera todas essas barreiras, a satisfação é imensa. Treino sete dias por semana, sendo três dias de membros inferiores e o restante, com exercícios cardiorrespiratórios e abdominais.
Gustavo é o principal incentivador de Patrícia.

Ele, que é biomédico, estuda muito sobre nutrição e a auxilia a esposa como pode.

Fonte: Jaru Online