Rondônia - 22 de julho de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Jornalistas são orientados de como noticiar suicídios

Jornalistas são orientados de como noticiar suicídios

Defensor Vitor - Guajará
Defensor público Vitor Carvalho, da comarca de Guajará-Mirim conversa com os jornalistas
Guajará-Mirim, RO – A forma como os meios de comunicação de Guajará-Mirim vinham noticiando os suicídios ocorridos na localidade ao longo deste ano, levou o Núcleo da Defensoria Pública do Estado (DPE-RO) naquele município a reunir os veículos com o objetivo de conscientizar para  uma nova abordagem desse assunto na mídia.O primeiro encontro ocorreu semana passada durante o Fórum Institucional para Aprimoramento dos Meios de Comunicação de Guajará-Mirim (Fico!) com a participação de cinco veículos. Guajará-Mirim conta com 12 empresas de comunicação, incluindo televisão, rádios e sites de notícias.  O trabalho de mediação está sendo desenvolvido em parceria com o grupo “Em Defesa da Vida”.

O defensor público Vitor Carvalho Miranda, que atua naquela comarca, afirmou que a decisão de iniciar esse trabalho extrajudicial surgiu após constatar o aumento do número de suicídios. “Acreditamos que a maneira como a informação é noticiada, pode incentivar, de forma indireta, para que as pessoas que já têm algum tipo de tendência ou predisposição a praticarem esse ato de desespero”, declarou o defensor.

Vitor Carvalho afirmou que essa ação de conscientização foi bem aceita pelos meios de comunicação que garantiram rever a metodologia de trabalho. “Na próxima reunião, esperamos a participação de todas as empresas”, disse.

De janeiro até agora, foram 17 suicídios ocorridos em Guajará-Mirim na faixa-etária que vai do adolescente ao jovem de até 30/35 anos. Segundo o defensor publico, a alegação de endividamento tem sido recorrente e estaria contribuindo para que essas pessoas decidam acabar com a própria vida.

Foto: gentilmente cedida pelo site O Mamoré