Rondônia - 19 de novembro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Acusado de financiar mais de 750 quilos de maconha não consegue liberdade

Acusado de financiar mais de 750 quilos de maconha não consegue liberdade

26112015-193758-ostenta2

Ji-Paraná, RO – Adilson Gonçalves da Silva, preso na Operação Ostentação, em 2 de julho deste ano em Ji-Paraná teve o pedido de liberdade negado pelos desembargadores, membros da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, que mantiveram a decisão do Juiz de Direito da 3ª Vara Criminal da Comarca de Ji-Paraná. A decisão foi nos termos do voto do relator, desembargador Hiram Marques. O réu é acusado de financiar a aquisição de aproximadamente 754 quilos de maconha a um grupo de pessoas, também denunciadas,

De acordo com a decisão da Câmara, a permanência do acusado na prisão deve-se em razão dos elementos contidos nos autos que apontam fortes indícios de seu envolvimento numa organização criminosa, bem estruturada, com o aprisionamento de grande quantidade de drogas, o que mostra a sua periculosidade à sociedade.

Além disso, não provou condições favoráveis, como residência fixa e trabalho lícito. Por outro lado, o próprio Adilson declarou-se reincidente. Ele falou que já foi condenado pelos crimes de porte ilegal de arma e receptação a 4 anos e 8 meses de prisão, com sentença proferida no processo n. 0003151-56.2008.8.22.0017, na comarca de Alta Floresta do Oeste. O cumprimento dessa pena foi em Curitiba.

Para o relator, desembargador Hiram Marques, “ao contrário do que sustenta o impetrante (advogado de defesa), a medida de exceção encontra-se justificada e mostra-se devida, especialmente para a garantia da ordem pública”.

O Habeas Corpus n. 0008821-82.2015.822.0000, julgado na manhã desta quinta-feira, dia 26/11, teve decisão colegiada unânime. Acompanharam o voto do relator, os desembargadores Valter de Oliveira e Ivanira Borges.

Fonte: Jaru Online