Rondônia - 20 de outubro de 2018
Home / Notícias / destaque / Até que enfim, uma obra importante é entregue na Capital!

Até que enfim, uma obra importante é entregue na Capital!

 

tudinho aquiColuna Opinião de Primeira, Por Sérgio Pires – Fazia tempo que não havia a inauguração de uma obra importante em Porto Velho. Das centenas delas em andamento, a grande maioria ou está parada ou com um atraso absurdo. O “Tudo Aqui”, que será por muito tempo chamado de Shopping Cidadão, acabou sendo uma exceção a essa regra, ao menos no quesito entrega ao público, porque no outro, o do atraso, também cumpriu seu triste papel. São conjuntos habitacionais, escolas, viadutos, asfalto em ruas, canalização, serviço de implantação de água e esgoto, enfim, uma série infindável de serviços vitais para a coletividade, que não andam ou não são entregues nunca. O Tudo Aqui (tomara que o serviço interno ao público faça jus à beleza da obra), é uma pequena ilha num mar revolto de serviços inacabados. Enfrentando uma burocracia infernal, a fiscalização de órgãos diferentes, cada um com poder diferente, mas todos podendo interromper serviços, sob as mais diversas alegações, os trabalhos feitos pelos governos (municipais, estaduais e federal) tendem a continuar sendo arrastados por anos, quando não décadas. Quando apenas um conselheiro do Tribunal de Contas, a seu bel prazer e por interpretação pessoal, tem o poder de parar uma obra como o Espaço Alternativo, que deveria estar pronta e servindo a milhares de pessoas, fica claro que está tudo errado nesta questão.

Todos esses atrasos, vergonhosos, acabaram com a roubalheira? É só acompanhar o noticiário para se saber qual a resposta. E a bagunça burocrática, colocou na cadeia algum envolvido em falcatruas? Onde? Quando? O problema é que os que têm o poder decisório, querem mostrar serviço, utilizando meandros de uma legislação capenga e que é usada não para punir responsáveis por desvios e roubos do dinheiro público, mas sim a pobre população, que sempre paga o pago. Pronto! Falei.

 

MORREM DE MEDO

Continua a  baderna e a falta de autoridade em Rondônia e no Brasil, quando se trata dos chamados movimentos populares fazerem o que bem entendem, como por exemplo, fechar rodovias importantes. Quando caminhoneiros fazem movimento nacional contra o governo, são ameaçados e até agredidos pela polícia. Mas quando os tais “movimentos” fazem a mesma coisa, parece que para eles as leis do país não valem. E que a polícia, Ministério Público, Polícia Federal e Judiciário temem fazer cumprir, contra eles, o que a lei determina para todos os demais brasileiros.

 

CAMINHONEIROS NÃO PODEM!

Nessa semana, mais uma vez a BR 364 foi fechada, na altura de Nova Mutum, pelo tal  Movimento Atingidos por Barragens, um dos tantos que existem no país para reivindicar direitos até agora não bem esclarecidos. Decidem e fecham rodovias a seu bel prazer. Interromperam de novo o trânsito, exigindo não se sabe exatamente o que das hidrelétricas. O resto da coletividade não tem nada a ver com isso, mas os prejuízos com a interrupção foi de todos. Ao contrário da forma como age contra caminheiros, não houve qualquer ação repressiva. Que fique bem claro: nesse país, leis valem para alguns, mas não para todos….

 

TROCANDO DE CAMISA

Nada como um dia após o outro. Os que se autodenominam “líderes comunitários” de vários bairros da Capital, que viviam maldizendo a administração do prefeito Mauro Nazif, trocaram de opinião rapidamente, nas últimas semanas. Há quem diga que não foi apenas o pacote de obras realizado pela Prefeitura, em várias áreas da Capital, que fez com que o grupo trocasse da camiseta da oposição pela da situação. Fala-se também que outro pacote, o de nomeações, teria ajudado bastante nessa brusca mudança de comportamento. Mas deve ser tudo fofoca, como muitas que se ouve todos os dias nos bastidores da política…

 

O NOIVO DA VEZ…

O presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves, ligou para o deputado Maurão de Carvalho. A conversa, cercada de gentilezas e troca de elogios, acabou  com um convite de Aécio para que Maurão entre para o ninho tucano. Ele também foi procurado pelo PMDB, inclusive com a possibilidade concreta de ser o candidato da sigla ao Governo, em 2018. Dentro do mesmo contexto, o deputado federal Nilton Capixaba também abriu as portas do PTB ao presidente da ALE. Afora esses, pelo menos mais cinco siglas pequenas e médias já o teriam procurado. Na linguagem dos corredores da  política, Maurão é  o noivo da vez…

 

VIOLÊNCIA NÃO RESOLVE

Mais uma cena de horror e selvageria foi registrada na Capital, nesta semana. Um estuprador, que tentou atacar uma jovem de 16 anos, no bairro Agenor de Carvalho, foi pego por populares. Apanhou de tal forma que, quando a polícia o resgatou e o levou para a Delegacia, o homem acabou morrendo. A violência toma conta de tudo. Como a impunidade impera, as leis protegem criminosos e eles muitas vezes sequer ficam na cadeia, a população acha que fazendo justiça com as próprias mãos vai resolver alguma coisa. Não vai. Violência clama por mais violência. E se as leis são ruins, que se mudem as leis.

 

PERGUNTINHA

Dá para suportar tantos escândalos, tanta canalhice, tanta cara de pau, tantos discursos recheados de mentiras deslavadas, vindas exatamente daqueles que deveriam dar o melhor exemplo ao país?

Leia o Blog:   www.opiniaodeprimeira.com.br