Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Criança esfaqueada no feriado será transferida para Porto Velho nesta terça

Criança esfaqueada no feriado será transferida para Porto Velho nesta terça

11953184_837717726323746_1983815229245713843_n

Cacoal, RO – O garoto que comoveu a população de Cacoal por sobreviver a um ataque a faca, onde sua mãe foi assassinada e ele teve o abdômen aberto pelo padrasto, ocorrido no último dia 26, será transferido para Porto Velho nesta terça, 01, as 07h30, através de uma UTI aérea.

De acordo com o Diretor Geral do Hospital Regional de Cacoal, Marco Aurélio Vasques, o quadro clinico do menino é estável mas a ação de transferência para o hospital Cosme e Damião é para dar uma condição melhor para sua recuperação. “No sábado, 28, foi realizada uma intervenção cirúrgica na criança onde foram feitas as suturas das lesões e do abdômen. Ele está com oxigenação por máscara e não por tubo, está consciente e orientado, porém foi necessária a retirada do baço. Com isso ele evoluiu com uma fístula de auto débito pela cirurgia, que é uma decorrência comum para estes casos, e por isso a médica responsável prescreveu uma nutrição parenteral [administração de nutrientes, água, sais minerais, vitaminas, glicose e outros nutrientes através da veia do paciente]. Para que tudo ocorra bem neste processo, a criança terá de fazer jejum prolongado e fazer esta nutrição”, disse Vasques.

De acordo ainda com o Diretor do HRC, em Porto Velho o menino terá a sua disposição estes recursos, já que Cacoal não possui a estrutura necessária para dar ao garoto este aparato. “A nutrição parenteral não pode ser administrada aqui em Cacoal pois não temos um setor de manipulação desta nutrição, que precisa ser acompanhada por um nutrólogo e no Cosme e Damião ele terá toda esta estrutura. O Governo do Estado de Rondônia já liberou a UTI aérea e assim daremos a ele uma possibilidade melhor de recuperação”, afirmou Vasques.

A enxurrada de falsas informações estão atingindo a família, de acordo com Vasques. “Queremos dar satisfação para a população de Cacoal. Queremos pedir as pessoas que tenham respeito a criança e aos familiares pois, só hoje, acompanhamos diversas conversas do aplicativo whatsapp e de mídia sociais que o garoto morreu. O nosso objetivo é levar a informação correta para a população e dar a família as informações de forma ética e coesa com a realidade do quadro clínico do menino”, relatou Vasques.

O pai da criança, que mora em Porto Velho, está em Cacoal acompanhando todos os procedimentos com seu filho. O autor da violência, o padrasto, continua preso a disposição da justiça.

Fonte: Pimenta Virtual