Rondônia - 21 de Abril de 2018
Home / Notícias / Esportes / Neymar põe Brasil no Topo Após sete Temporadas

Neymar põe Brasil no Topo Após sete Temporadas

image

Vencedor e artilheiro da última Liga dos Campeões. Autor de gols decisivos em todos os jogos a partir das quartas de final da principal competição de clubes do planeta. Integrante de um dos melhores trios de ataque da história do futebol. Protagonista máximo da Seleção Brasileira.

Estas são as credenciais de Neymar para tentar desbancar a hegemonia do argentino Lionel Messi e do português Cristiano Ronaldo no prêmio Bola de Ouro da Fifa. O melhor jogador do mundo em 2015 será anunciado no dia 11 de janeiro, na Suíça.

A presença do brasileiro quebra um jejum que já durava sete anos sem que o país tivesse um representante entre os três finalistas da maior honraria individual do futebol. O último havia sido Kaká, ganhador do prêmio em 2007.

“Não jogo visando prêmios individuais, recordes ou marcas. Isso vem naturalmente. Mas só de ser nomeado ao lado do Messi e sendo o primeiro brasileiro em sete anos já é motivo de muita felicidade”, declarou o camisa 11 do Barcelona ao site da CBF.

Tradição

Apesar do jejum, o Brasil é o país mais vitorioso na premiação, com oito vencedores. Desde a criação da Bola de Ouro, já faturaram o troféu Romário, Ronaldo (três), Rivaldo, Ronaldinho (dois) e Kaká.

Além disso, o Brasil também ficou em segundo lugar em outras três edições, com Romário, Ronaldo e Roberto Carlos (veja mais na arte ao lado).

Dessa forma, Neymar se torna o sétimo brasileiro na história a concorrer a honraria e, caso consiga vencer a eleição, o camisa 11 do Barcelona e 10 da Seleção Brasileira entrará para o seleto grupo de apenas cinco brasileiros que já receberam a premiação maior do futebol.

Com apenas dois anos e meio desde que chegou à Europa, Neymar pode igualar o feito de Ronaldo fenômeno. O ex-atleta venceu a edição de 1996 após passar duas temporadas no PSV e meia no Barcelona.
Golaço

Além do astro da Seleção, um brasileiro bem menos conhecido briga entre os melhores de 2015. Trata-se de Wendell Lira, do modesto Vila Nova-GO, que concorre ao Prêmio Puskas de gol mais bonito do ano.

O jogador chegou à final com uma pintura anotada em partida do Campeonato Goiano contra o Atlético-GO, quando ele ainda defendia o Goianésia.

Wendell concorre com o próprio Lionel Messi, autor de um golaço driblando quatro marcadores na final da Copa do Rei contra o Athletic Bilbao. O outro candidato é Alessandro Florenzi (Roma), com um chute por cobertura, do meio de campo, contra o Barcelona, na Liga dos Campeões.

Fonte: Hoje em Dia

noticias doidas