Rondônia - 27 de Maio de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Sistema Fiero será parceiro Nas ações do MP Comunidade

Sistema Fiero será parceiro Nas ações do MP Comunidade

 

- Presidente da Fiero, Marcelo Thomé (d) com o promotor Jorge Romcy Auad, assessores do MP e diretores da Federação.jpgPresidente da Fiero, Marcelo Thomé (d) com o promotor Jorge Romcy Auad, assessores do MP e diretores da Federação

A Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero) celebra parceria com o Ministério Público Estadual para atuar conjuntamente em duas frentes. Em um primeiro momento, o braço social da Fiero, Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Loudi (IEL) vão atuar na complementação da formação escolar dos funcionários do MP, mesmo aqueles que já estão em fim de carreira, mas que o órgão ministerial não abre mão de apoiá-los. Em outra frente, o Sistema Federação das Indústria de Rondônia estará ao lado do Ministério Público no programa denominado MP Comunidade, que é um evento nos moldes da Ação Global, Dia do Bem, TRT na Comunidade, segundo o promotor Jorge Romcy Auad Filho.

 

Propor o engajamento da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) nestas ações do MP Comunidade, foi a pauta da reunião que aconteceu na sede da Casa da Indústria na tarde desta terça-feira (1º de dezembro) quando o presidente Marcelo Thomé e diretores da instituição conversaram com o promotor de Justiça, Jorge Romcy Auad Filho e assessores, do Ministério Público Estadual.

O presidente da Fiero, Marcelo Thomé disse que a Federação e as Casas Sesi, Senai e IEL estão à disposição. “A Fiero vai prestar o apoio necessário, principalmente por haver uma convergência de objetivos entre as duas instituições, afinal de contas, a solução para os problemas do Estado passam, necessariamente, pela ação conjunta entre o setor privado e o poder público” afirmou. Thomé complementou dizendo que o ponto principal é a preocupação e o interesse do Sistema Fiero com as questões sociais e não somente com as questões econômicas, uma vez que ambas devem caminhar lado a lado para que o desenvolvimento regional e nacional se concretize na sua plenitude.

De acordo com o promotor, o projeto social denominado MP Comunidade – que já realizou duas edições. Auad Filho falou da preocupação do MP com a questão social e mencionou a intenção de se ofertar cursos para os colaboradores mais antigos do MP, chamados por ele de pioneiros, e que estão próximos de se aposentar, mas nem por isso devem ser esquecidos.

A reunião contou com a presença do superintendente da Fiero, Gilberto Baptista, da superintendente do Sesi, Gilvani Fares, da diretora do Senai, Adir Oliveira e do superintendente do IEL, Edgar Teixeira, que expuseram as ações que poderão fazer parte do projeto. Ao final ficou acertada a participação do Sistema Fiero no projeto, com o envolvimento de todas as casas.

Segundo a superintendente Gilvani Fares, o Sesi possui experiência neste gênero de prestação de serviços. Basta citar a realização da Ação Global, um evento que acontece nacionalmente há mais de 20 anos. “O cumprimento do papel social que deve existir em toda e qualquer instituição, em prol da sociedade e, particularmente, das comunidades menos assistidas” afirmou.

Já o superintendente Edgar Teixeira falou que IEL entrará com palestras sobre o estágio e cadastramento de estudantes interessados em estágio. “Além da importância do estágio como uma atividade complementar do processo ensino-aprendizagem, ele também é encarado pelo Instituto como uma porta de entrada para o primeiro emprego que, para as comunidades carentes, onde há uma vulnerabilidade social maior no público jovem, cria uma expectativa de um futuro melhor para os estudantes e seus familiares”. Teixeira citou como exemplo a participação do Instituto no evento TRT Comunidade e o promotor pediu que fossem encaminhadas informações sobre essa atuação para subsidiar o projeto deles.

No ponto de vista da diretora regional do Senai, Adir Oliveira, a reunião com representantes do Ministério Público significou a oportunidade de estreitamento das relações institucionais visando a melhoria de projetos de ações sociais. “O promotor falou sobre as ações que o MP já realiza destinada à comunidade carente e municípios não assistidos por nenhum programa social e fomos convidados a participar visando desencadear melhorias em determinadas localidades”, disse.

Já o Senai, segundo a diretora Adir Oliveira, poderia desenvolver minicursos, palestras, oficinas, orientações vocacionais para os jovens para o mercado de trabalho. “Os programas do Senai estão voltados para o empreendedorismo e é fundamental este conhecimento para a melhoria e crescimento das ações nas quais os trabalhadores estejam inseridos. Também  podemos disponibilizar as unidade móveis para atender durante os eventos onde montaríamos os kits didáticos e desenvolver estes cursos nas comunidades. Outra opção seria os cursos de EAD (Educação a distância), que trazem temas transversais, dentre eles, primeiros socorros, empreendedorismo, meio ambiente, normas técnicas. São cursos de curta duração, mas certificados e que contribuirão para a formação profissional das pessoas participantes”, garantiu Adir.

Assessoria de Comunicação Social do Sistema Fiero