Rondônia - 19 de julho de 2018
Home / Notícias / destaque / Mariana Carvalho pode ter pago advogados de campanha com verba de gabinete

Mariana Carvalho pode ter pago advogados de campanha com verba de gabinete

Coluna Painel Político, Por Sérgio Pires
alan alex painel politico

Escritório contratado atuou nas campanhas da deputada em 2012 e 2014 e foi contratado para “consultoria” 15 dias após sua posse

Alerta máximo

Atenção mulheres, não viagem para a região Nordeste neste fim de ano. Se você está grávida, ou pensando nisso, não vá. A epidemia do vírus Zika, uma variante da dengue vem causando estragos em algumas regiões do país, e já atingiu, segundo o Ministério da Saúde, 311 municípios, de acordo com boletim do dia 28 de novembro deste ano. A maioria deles no Nordeste, foco maior da epidemia.

Distribuição

Pernambuco concentra o maior número de ocorrências dessa má-formação: são 646 registros. Em seguida estão: Paraíba (248),  Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas(59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Rio de Janeiro (13), Tocantins (12) Maranhão (12), Goiás (2), Mato Grosso do Sul (1) e Distrito Federal (1). E no total, 18 estados confirmaram a presença do zika: Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima,Tocantins, Alagoas, Bahía, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso e Paraná.

Mapa de distribuição da doença com casos confirmados de microcefalia
Mapa de distribuição da doença com casos confirmados de microcefalia

Microcefalia

Nestes 311 municípios foram registrados casos de microcefalia em bebês que apresentaram vestígios virais no sangue. Em exames realizados com grávidas cujos bebês foram diagnosticados com microcefalia, o vírus não estava presente no sangue: ele foi encontrado apenas no líquido amniótico. Isso pode sinalizar duas coisas: a primeira é que, assim como acontece com outros vírus, o zika pode ser destruído pelo organismo. A segunda sugere que o vírus pode, sim, afetar diretamente o bebê ainda dentro do útero. “Ao contrário do que acontece com o vírus da dengue, o zika consegue passar pela barreira placentária, que é formada por vasos da mãe e do bebê”, explica o infectologista Jean Gorinchteyn, do Emílio Ribas (SP). Ou seja, apesar de os sintomas da zika serem mais brandos que os da dengue, ele pode afetar mais diretamente o bebê.

Transmissão

A transmissão do zika se dá através da picada do mosquito Aedes aegypti, da mesma forma que acontece com a dengue. O problema é que o vírus da zika nunca se propagou em um país tão populoso como o Brasil. Os casos endêmicos estavam concentrados em lugares mais isolados na África e no sudeste da Ásia, e os especialistas acreditam que o vírus pode ter chegado por aqui durante a Copa do Mundo. (pois é, só serviu pra trazer desgraça essa Copa). Se uma pessoa infectada com zika for picada pelo mosquito, este passará a transmitir a doença para as próximas pessoas que picar. É por isso que existe chance de a doença se espalhar por outras regiões do Brasil. Além disso, há indícios de que fluidos corporais, como o sêmen, o sangue e o próprio leite materno também possam propagar o vírus.

E o planejamento?

Pois é, uma doença dessa gravidade e nem o Estado nem o município de Porto Velho se mexeram para combater a doença. Está chegando o período chuvoso, os casos de dengue (e zika) certamente devem aumentar, mas não vi campanhas, não vi calendários de detetização nem agentes nas ruas fiscalizando bairros. Planejamento, por aqui, é zero.

Para aproveitar

Nesta sexta, sábado e domingo, a Prime, Espaço Gourmet está com promoção de cordeiro neozelandês.  Paleta, pernil, alcatra com picanha e carré. Todos com 10% de desconto.Somente nesta sexta, sábado e domingo. Av. Jorge Teixeira, 2773.

Tem desconto?

Tem chamado a atenção a quantidade de veículos da marca Toyota no estacionamento da SEDAM. Parece até que estão dando descontos na venda ou é algum convênio. Mas é só a diretoria. Foi a Toyota quem vendeu as 17 camionetes importadas para a SEDAM, entre os dias 30 e 31 (?) de dezembro do ano passado, no valor global de R$ 1.641.435. Não estou fazendo ilações, apenas comentando que causa estranheza…

Na Lava-Jato

O criminalista Roberto Podval assumiu a defesa dos irmãos Natalino e Silmar Bertin no inquérito da Operação Passe Livre – 21ª fase da Lava Jato. A situação da dupla piorou sensivelmente após a busca e apreensão do dia 24. No dia da prisão de José Carlos Bumlai, os Bertin foram apenas conduzidos coercitivamente para depor na PF. Podval é sócio de Andrey Cavalcante, presidente da OAB Rondônia no escritório de ambos em Brasília.

Falando em OAB/RO

Em janeiro o advogado Rochilmer Rocha assume a presidência da Caixa de Assistência dos Advogados (CAARO) e antecipou que vai “dar um novo ritmo”. Empolgado, Rochilmer afirmou que pretende “dinamizar e ampliar” os serviço da CAARO. Já Andrey Cavalcante, em seu segundo mandato, disse que pretende dar continuidade ao trabalho de estruturação que vem realizando e quer trabalhar para garantir ainda mais, as prerrogativas da classe. 2016 promete para a advocacia.

Saindo

Elizeu Padilha entregou o cargo no governo Dilma. Era ministro da Aviação Civil. Henrique Alves, ministro do Turismo também está trabalhando no desembarque do governo. E já circulam rumores de que Celso Pansera, o pitbull de Eduardo Cunha, pode deixar o Ministério de Ciência e Tecnologia. É o PMDB sendo PMDB. Quem é mesmo que pula primeiro quando o navio começa a naufragar?

Os bancos são de couro?

Não é apenas uma questão de luxo: o banco de couro, além de valorizar, também pode ser uma opção prática. A fácil remoção da limpeza e durabilidade estão entre as qualidades do material. Porém, o couro exige alguns cuidados extras e manutenção permanente. Produto térmico – O couro é um material térmico. Isso significa que ele se adapta à temperatura do ambiente a que for submetido.  No verão, ele fica mais quente, podendo acelerar assim o processo de ressecamento e consequente deterioração gradual do tecido. Para evitar que isso ocorra a saída é deixar o carro longe do sol e sempre que possível. Para manter o couro em perfeito estado, o Grupo LF, que representa as marcas Mitsubishi, Peugeot e Citroen em Rondônia recomenda as seguintes dicas: Brilho e hidratação – Originalmente, o couro é um tipo de material de aparência fosca, mesmo assim tem um leve brilho natural. Passar um pano seco e macio na superfície dos bancos, ao menos uma vez por semana, ajuda a garantir o aspecto de recém-saído da loja. No calor o couro tem a tendência de ressecar. Por isso, é indicada a aplicação de hidratante de couro. A indicação de aplicação é de pelo menos uma vez a cada três meses.Resistência e segurança – O couro é um material bem resistente por ter fibras entrelaçadas. Além de ser ainda mais resistente, não se torna um fator de risco em casos de acidente.Produtos confiáveis – Cuidado com as receitas caseiras para a limpeza. Esqueça recomendações com misturas diversas contendo álcool, vaselina, silicone, querosene, entre outros. Muitos deles podem ter ação corrosiva no tecido. Invista em produtos de marcas reconhecidas no mercado, com com selo de qualidade. Líquidos – O ideal é que não ocorra mas, caso o couro entre em contato com líquidos como café, leite, refrigerante, bebidas alcoólicas ou óleo, passe um pano macio e absorvente no local, friccionando levemente. Se mesmo assim a mancha não sumir, umedeça o pano com água morna e sabão neutro e tente novamente. Finalize o processo com um pano seco. O mesmo vale para outros inimigos do material, como chiclete e tinta de caneta.

E Mariana?

Não, não a Carvalho, Mariana, cidade mineira que afundou na lama após o rompimento de uma barragem? Lembram quando falei que ia ser igual o caso de Rondônia? Agora com impeachment, esqueceram completamente da tragédia. As coisas vão esfriar e só quem se lascou foi a população da cidade mineira. Pois é, esse é o nosso Brasil….

Já a Carvalho

Virou notícia essa semana e vai ter que explicar o pagamento de R$ 30 mil a um escritório de advocacia contratado para serviços de assessoria jurídica e “aconselhamento” sobre a redução da maioridade penal e regularização fundiária na Capital. O contrato foi firmado em 1 de março de 2015, ou seja, 15 dias após a posse da parlamentar. O problema é que esse mesmo escritório atuou nas campanhas de Mariana Carvalho em 2012, quando foi candidata à prefeita e 2014. Ano passado, o escritório era contratado da coligação.

Duas questões

Primeiro que ela não pode pagar advogado com verba de gabinete, ainda mais advogado que atuou na campanha eleitoral. A justificativa da contratação foi fraca, deu ruim essa história. A deputada até que vinha, vinha, mas aí, escorregou. Feio e sem necessidade. Mariana também pagou, agora em outubro, R$ 18.750 para uma empresa de comunicação de Jaru por “divulgação de atividade parlamentar”. Os dados são da Câmara dos Deputados.

Em São Paulo, estudantes e sociedade em geral protestou, foram às ruas e pressionaram o governo e conseguiram barrar a insanidade da tal “reorganização escolar”, que previa o fechamento de dezenas de unidades. O imbecil que idealizou isso, o agora ex-secretário de educação, pediu as contas e Alckmin recuou da proposta. A vida volta ao normal.

Já aqui

Estamos sem vigilância nas escolas há dois anos e os atos de vandalismo, furtos e invasões nas unidades escolares continuam bombando…e a gente pagando a conta…

Clínica Mais Saúde informa – atividade física intensa pode estimular o consumo de bebidas alcoólicas

A prática de exercícios físicos está fortemente associada ao consumo de bebidas alcoólicas. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científico Health Psychology. O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, é considero o estudo científico mais ambicioso sobre o assunto. Para desvendar a relação entre o consumo de álcool e os exercícios físicos, os pesquisadores analisaram o comportamento de 150 adultos com idade entre 18 e 75 anos. As informações são do jornal americano The New York Times. Inicialmente, os voluntários responderam questionários sobre seus estilos de vida. Em seguida, todos utilizaram, durante 21 dias, um aplicativo que registraria seu consumo de álcool e a prática de atividade física. Diariamente, o aplicativo enviaria um relatório aos cientistas. Ao longo de um ano cada participante completou três destes ciclos de 21 dias, em diferentes estações. Os resultados mostraram, pela primeira vez, uma correlação inequívoca entre os exercícios e a bebida, especialmente se a intensidade dos exercícios havia sido maior que o habitual. “As pessoas bebiam mais do que o normal nos dias que se exercitavam de forma mais intensa”, relataram os autores. Esta associação permaneceu independentemente da época do ano, sexo ou idade. Os autores ressaltam que este é apenas um estudo epidemiológico e, portanto, não se pode afirmar que os exercícios incitam ou exacerbam problemas com álcool. J. Leigh Leasure, professor associado da Universidade de Houston, nos Estados Unidos e autor de uma revisão de diversos estudos anteriores realizados em roedores, publicada recentemente no periódico científico Frontiers in Psychiatry, afirma que, embora as sugiram que o exercício pode incentivar as pessoas a beber, essa relação não é preocupante para a maioria de nós.

Fonte: Painel Político