Rondônia - 24 de Maio de 2018
Home / Notícias / Famosos e Variedades / Michel Teló fala sobre os fãs e lembra que saía com roupa rasgada dos shows

Michel Teló fala sobre os fãs e lembra que saía com roupa rasgada dos shows

michel-telo-4

Sabe quando você gosta TANTO que quer levar um pedacinho para casa? Às vezes essa lógica funciona para alguns fãs e nosso técnico Michel Teló já teve que cuidar de sua integridade física e para não rolar um ‘nudes’! Emoji muito feliz (Foto: Gshow)Emoji muito feliz (Foto: Gshow)Emoji muito feliz (Foto: Gshow)

Ele recorda: “Como comecei a tocar na adolescência e o assédio era grande. A gente tocava em comício na cidade e não tinha segurança. Eu saía todo rasgado do palco. Lembro que uma vez fiquei só segurando a calça. Perdi a camisa inteira e os meus dois sapatos. Acontece (risos). O contato com os fãs é natural e bacana e é gostoso receber o carinho da turma”.

Michel Teló entrega onde gosta de dormir nos dias de folga

michel-telo-3

O técnico do The Voice Brasil tem 22 anos de carreira e muitas histórias de demonstração de carinho dos seus fãs. “Comecei nos anos 90 e a internet não era tão desenvolvida naquela época. Então, eu recebia muitas cartas. Aquelas cartas de rolo, sabe? Uma vez recebi uma de dois quilômetros. É muito bom ter esse contato com seu público”, conta.

Teló também lembra do primeiro autógrafo que deu. Ele tinha cerca de sete anos! emoji chocado (Foto: Gshow) “Comecei a cantar muito pequeno e com uns sete já cantava no colégio. A primeira pessoa que me pediu um autógrafo foi uma senhorinha da cantina. Eu me assustei e disse, tímido, que não era famoso. Ela insistiu, disse que seria o meu primeiro autógrafo e eu assinei num guardanapo. É uma lembrança que eu guardo com carinho”, diz. emoji apaixonado (Foto: Gshow)

Após dueto no ‘The Voice’, Daniel revela como ele e Teló mantêm contato

michel-telo-5

Michel Teló também fala sobre o início da carreira, época em que ainda não colecionava fãs e cantava para o público que fosse pela simples alegria de estar em cima do palco fazendo música. “Sempre cantei por amor à música e nunca pelo dinheiro. O sucesso vem como consequência. Tocava em baile com cinco, 15 pessoas… Deus me abençoou muito e saí de Campo Grande (MS) para cantar no Brasil inteiro e no mundo”, comemora.

Fonte: GSHOW