Rondônia - 24 de Maio de 2018
Home / Notícias / Famosos e Variedades / Claudia Leitte muda dieta para carnaval e avisa: ‘Não quero ganhar massa muscular’

Claudia Leitte muda dieta para carnaval e avisa: ‘Não quero ganhar massa muscular’

claudinha_leite_foto

Técnica do ‘The Voice Brasil’ está mais focada em ganhar energia do que ‘ter um corpo lindo’

Quem mora no nosso país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza já sabe que em fevereiro… Tem carnaval! Claudia Leitte então nem se fala! O coração da foliã mais bagunceira de todas já está batendo em ritmo de bateria de escola de samba. Com o samba no pé vindo praticamente de berço, a técnica do The Voice Brasil foca nos cuidados com o corpo para curtir a folia do jeitinho que ela gosta. Na dieta da cantora, carboidratos e raízes ganharam destaques. Mais do que um corpinho bonito – e que corpinho! – ela quer energia de sobra.

“Comecei minha maratona de carnaval que faço todos os anos. Começo sempre nesse período, mais para o final de novembro. É uma alimentação mais regrada, com mais carboidrato, eu intensifico as raízes e a minha malhação é toda voltada para eu ter a energia que preciso. Já tenho, mas ter um banco de reserva é muito mais importante do que ter um corpo lindo. O corpo fica lindo se você trabalha para se sustentar de fato nessa maratona”, acredita Claudia, que completa: “Não quero ganhar massa muscular. Nunca fiz um trabalho voltado para me tornar uma supermulher com muita perna, muito corpo”.

Em 2016, a vida vai mais uma vez se dividir entre o carnaval de Rio de Janeiro e Salvador. Como de costume, ela promete arrastar multidões com o bloco Largadinho e, na Cidade Maravilhosa, vai agitar a Sapucaí como rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, cargo que estreou neste ano. Superado o frio na barriga, Claudinha quer só samba e água fresca. “Agora eu já sei como é. Dá vontade de que chegue logo o dia só para eu relaxar e me divertir muito”.

No samba aliás, Claudinha se sente em casa. Sabe aquela sensação de déjà vu? Então… “Eu nasci com o samba. Sambo desde pequena, aprendi com uns seis anos. Eu fazia dança moderna, contemporânea, no fundo da igreja da minha rua. Tinha aula de tudo, de dança, de canto… e era uma coisa de graça para a comunidade onde eu morava. Eu fazia tudo. Aprendi a sambar assim”, lembra a cantora.

Fonte: Aracaju fest