Rondônia - 21 de setembro de 2018
Home / Notícias / destaque / O TRIBUNAL DE CONTAS TEM IMPORTANTE DECISÃO A TOMAR

O TRIBUNAL DE CONTAS TEM IMPORTANTE DECISÃO A TOMAR

espacopaco paco paco.jpgColuna Opinião de Primeira, Por Sérgio Pires – Esta sexta, dia 11, será um dia especial para Porto Velho, embora pouca gente saiba disso, já que muitos assuntos que são de interesse da coletividade são tratados muitas vezes quase escondidos, como se fossem segredos de Estado. O pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO) vai se reunir, depois de mais um ano de obras paradas, para decidir, finalmente, se vão continuar ou não  os serviços para conclusão de menos de 30 por cento que faltam para entregar à população o Espaço Alternativo. Lá está acontecendo o que se pode chamar claramente de Efeito Reverso: o prejuízo causado à comunidade, por decisão do TCE, que mandou parar a obra por suspeita de superfaturamento, foi muito maior do que os danos financeiros que teriam sido causados. Uma obra inacabada, cheia de esqueletos de madeira que podem ruir  qualquer momento (tomara que não seja na cabeça de alguém!), num local público que recebe nos finais de semana mais de três mil pessoas, além dos frequentadores diários, está causando muito mais danos do que possa eventualmente ter sido desviado, se é que foi, já que até agora não há qualquer condenação a ninguém.

O Espaço Alternativo é uma das poucas áreas de lazer de uma cidade com quase meio milhão de habitantes. E é uma das dezenas e dezenas de obras que estão em andamento e que nunca ficam prontas. Não há data para entrega e muito menos um calendário para conclusão dos trabalhos, mesmo já tendo sido investido muito dinheiro público e faltando tão pouco para ela chegar ao fim. Por isso, está na hora do TCE-RO devolver à população o que lhe é de direito. Que autorize os últimos 30 por cento da obra, um ano depois da paralisação. E que continue exigindo explicações de quem tem que explicar. O povo porto velhense não fez nada. É injusto que esteja pagando a conta.

PORTA VOZ OFICIAL

O ex presidente Lula é especialista em transformar a realidade e adaptá-la ao seu gosto. Continua batendo firme na tecla de que o impeachment é um golpe de Estado, com a oposição “tentando tirar os pobres do poder”. Lula assumiu de novo o comando político do governo. E sempre escolhe o público, é óbvio.  Num encontro com representantes de “entidades sociais”, a grande maioria delas bancadas com verbas oficiais, ele esqueceu do passado petista de exigir impeachment de todos os últimos ex Presidentes, quando então não era golpe. Era democracia. Cômico, não fosse trágico!

HORA DO ORÇAMENTO

A reunião da próxima terça será muito importante, na Assembleia Legislativa. É o dia em que será votado o orçamento do Estado para o ano que vem, que terá algo em torno de 6 bilhões e 500 milhões de reais. O relator, deputado Cleiton Roque, de Pimenta Bueno, já concluiu seu trabalho e a reta final das discussões chegou também às comissões do parlamento. Para 2016, cada deputado terá algo em torno de 3 milhões de reais para emendas individuais. Uma das novidades é um investimento do governo de mais de 10 milhões de reais para apoiar a agricultura e  pecuária, dobrando os valores deste 2015.

NO OLHO DO FURACÃO

Deputado de primeiro mandato, cumprindo normalmente orientações do grupo do senador Acir Gurgacz, a quem segue cegamente, o jovem deputado rondoniense Marcos Rogério entrou para o olho do furacão. Escolhido como novo relator do processo que pode desaguar até na cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, o parlamentar de Ji-Paraná já deu entrevistas na noite desta quarta, avisando que vai pedir a continuação do processo. Sob os refletores da mídia, Marcos certamente vai seguir as orientações do seu líder, o cada vez mais poderoso Gurgacz. Ficará, durante vários dias, sob os olhos atentos da Nação…

VAI TER POVO?

Mais uma vez, a população está sendo chamada para ir às ruas, protestar contra o Governo.  A nova data é este próximo domingo, dia 13. Ñão se sabe qual será o resultado dessa vez, mas  última convocação foi um grande fracasso.  A verdade é que o grande protesto, o único que deu certo, foi o primeiro, em março, quando houve o recorde de lotação de gente nas ruas, principalmente em São Paulo. Depois disso, só houve mesmo mobilização através das redes sociais, principalmente com chamamentos furiosos, agressões verbais, baixarias, ofensas e coisas piores. Aqui em Porto Velho, o mesmo grupo que coordena os protestos desde o começo, espera que dessa vez, haja povo nas ruas. Esperemos para ver…

RAUPP E A MÍDIA

Na noite desta quinta, o senador Valdir Raupp e a deputada Marinha Raupp repetem uma noitada que já cumprem há mais de uma década e meia: um encontro festivo com grande parte da mídia rondoniense. Mesmo sendo hoje um dos políticos mais poderosos do país, Raupp não abre mão d confraternização com os jornalistas, alguns deles acompanhando sua carreira desde que  a começou, há longos anos, em Rolim de Moura. O jantar do casal Raupp com os jornalistas ocorre nesta noite, no restaurante  Yoshi, na Capital.

PERGUNTINHA

Com toda a encenação diária e deboche ao país, vinda da Câmara Federal e do Planalto, com a guerra entre partidários de Dilma Rousseff e Eduardo Cunha, ainda podemos ter alguma esperança nos políticos?

Leia o Blog:   www.opiniaodeprimeira.com.br