Rondônia - 18 de outubro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Pecuária bovina de corte e leite se destacam no PIB de Rondônia em 2013

Pecuária bovina de corte e leite se destacam no PIB de Rondônia em 2013

pecuaria-bovina-de-corte-e-leite-se-destacam-no-pib-de-rondonia-em-2013540x304_34573aicitono_1a65ragji1c5l1jdc16447tr1rifb

A Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) divulgou nesta semana o resultado da soma dos bens e serviços produzidos em Rondônia em 2013. O Produto Interno Bruto (PIB) fechou em 31,1 bilhões, apresentando crescimento de 0,7% em relação ao ano de 2012, que foi de 30,1 bilhões. Os dados disponíveis no site da Sepog apontam também que o desempenho do PIB per capita 2013 ficou em R$ 17.990,69 acima do valor da região Norte, que alcançou R$ 17.213,30; e o Nordeste, R$ 12.954,80.

O documento divulgado pela Sepog explica que o PIB, pela ótica da produção, é composto pelos setores da agropecuária, indústria e serviços e mostra suas participações no valor adicionado bruto a preços básicos.

Na agropecuária, Rondônia é um dos grandes produtores da pecuária bovina de corte e leite, e vem avançando na criação de peixes e outros rebanhos. A publicação mostra que a atividade pecuária participa com 9,3% no valor adicionado bruto. Na agricultura, representada pela produção de café, soja, milho e arroz, entre outros produtos da lavoura temporária e permanente, a participação é de 2,2%.

Na indústria, as atividades econômicas de maior participação no valor adicionado bruto ficam por conta da construção (10,1%), transformação (7,1%), eletricidade e gás, água, esgoto e atividades de gestão de resíduos (1,8%).

Em serviços, os destaques de participação são da administração, educação, saúde, pesquisa e desenvolvimento, defesa e seguridade social (29,0%). Em seguida, aparecem o comércio e reparação de veículos (14,8%) e atividade imobiliárias (8,1%).

De acordo com os resultados do PIB, em 2013 a participação de Rondônia na economia vem se fortalecendo ao passar dos anos contribuindo com o desenvolvimento do estado, região Norte e do País.

As informações foram produzidas pela Gerência do Observatório da Sepog em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e órgãos estaduais de planejamento.

Fonte: Jornal Rondônia Vip