Rondônia - 15 de dezembro de 2017
Home / Notícias / Governo realiza 3ª conferência estadual para debater políticas públicas e direitos humanos LGBTIs

Governo realiza 3ª conferência estadual para debater políticas públicas e direitos humanos LGBTIs

O Governo do Estado de Rondônia realiza a partir desta segunda-feira (14) a 3ª Conferência Estadual para debater políticas públicas e direitos humanos  de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Travestis e Intersexuais (LGBTI). O evento segue até quarta-feira (16), no auditório do Hotel Rondon, em Porto Velho.

“O objetivo do evento é a promoção do debate entre os representantes do governo, das instâncias de controle democrático e sociedade em geral sobre o tema central: ‘Por um Estado que criminalize a violência contra a população LGBTI’”, destacou a coordenadora estadual de Políticas Públicas e Direitos Humanos, Elenilda Torres.

Os 52 municípios do estado foram convidados a participar do debate e na oportunidade avaliar a efetividade das Políticas Públicas para o enfrentamento a violência praticada contra a população LGBT, além de propor estratégias para enfrentar a discriminação sofrida pela população LGBT em decorrência de sua orientação sexual e/ou Identidade de gênero; e articular e integrar, a partir de uma avaliação, o Sistema Nacional de Promoção da cidadania e Enfrentamento a Violência com as demais políticas públicas.

A abertura da conferência acontece às 19h e contará com a presença da secretária de Assistência e Desenvolvimento Social de Rondônia, Valdenice Domingos; a coordenadora geral de Promoção dos Direitos LGBT da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, Sammy Carrat, e dos conselheiros do Conselho Nacional de Combate a Discriminação LGBT, Cássio Guilherme do Estado do Amapá e Mariana Reidel do Estado do Rio Grande do Sul.

Após a solenidade de abertura, será realizada a posse do Conselho Estadual de Combate a Discriminação LGBT, composto por 20 membros, sendo dez conselheiros representando as instituições governamentais e outros dez representando a sociedade civil organizada.

Comente pelo Facebook

comentários