Home / Notícias / Esportes / Daniel Alves desvaloriza atentados de Paris e diz ser “um louco”

Daniel Alves desvaloriza atentados de Paris e diz ser “um louco”

naom_515c3a3b216c6

Daniel Alves é muitas vezes acusado de ser um jogador com uma personalidade fora do normal e o lateral do Barça confessou não gostar de ver o que o que se passa dentro do futebol, no critério extra-relvado.

“Não gosto do que rodeia o futebol. Vivo neste mundo, mas não pertenço a ele. Há mentiras e interesses. Eu tenho defeitos, mas sou sincero. Ás vezes penso que as pessoas não estão preparadas para discutir as verdades”, afirmou em entrevista à Globo, acrescentando de seguida que “ser normal e aborrecido”.

O futebolista do Barcelona confessa ser uma pessoa que tira proveito das pequenas coisas.

“Sou um bom louco que desfruta da vida. Vivo para [desfrutar do] prazer das coisas. Não canto bem, mas vivo o prazer de relaxar com a música, que me transporta para sítios agradáveis. Gosto de moda porque é um mundo livre, como na comida. Gosto de ter a minha personalidade, uma forma de vestir própria. Por exemplo, o clube sempre dá um carro a cada um e o meu é sempre o mais colorido”.

Bani Alves comentou os atentados de Paris, que terminaram com várias mortes, relativizando o sucedido, já que há muitos mais sítios onde acontece este tipo de desgraças. A diferença é, diz, que estes não ocorreram na Europa.

“Com todo o respeito em relação aos atentados de Paris, a mesma catástrofe aconcteceu Río Doce [Brasil], em África e em todas as partes há uma grande quantidade de mortes, mas não são sítios tão importantes para o mundo, não se lhe dá tanto valor ao que se passa aí”, concluiu.

Fonte: noticias ao minuto