Home / Notícias / Esportes / Neymar corre no campo, mas Luis Enrique descarta ‘correr riscos’ no Barcelona

Neymar corre no campo, mas Luis Enrique descarta ‘correr riscos’ no Barcelona

000_hkg10238381_1

Ausente dos últimos treinamentos do Barcelona, o atacante Neymar enfim apareceu no campo para se exercitar, nesta quarta-feira (16), na véspera da estreia do time no Mundial de Clubes. O brasileiro deu voltas no gramado do Estádio Internacional de Yokohama e fez um trabalho em separado. O técnico Luis Enrique avisou, porém, que não pretende utilizar o jogador enquanto ele não estiver com suas condições ideais.

“Que não o vejam treinando, não significa que ele não treina. A única coisa que me preocupa é recuperá-lo 100%, mas eu não sou a favor de correr riscos. Quando chegar a hora vamos decidir”, afirmou o treinador do Barcelona, evitando revelar se poderá utilizar Neymar em uma eventual decisão do Mundial de Clubes.

Neymar sofreu uma pequena lesão fibrilar na coxa esquerda na véspera do duelo entre Barcelona e Bayer Leverkusen pela Liga dos Campeões da Europa, na semana passada. O time espanhol não realizou uma previsão sobre o período de afastamento do brasileiro dos gramados, mas já é certo que ele estará fora do duelo com o Guangzhou Evergrande, nesta quinta-feira, pelas semifinais do Mundial de Clubes.

A dúvida, portanto, é sobre a possibilidade de Neymar ser aproveitado na final da competição, marcada para o próximo domingo, caso o Barcelona avance. O treinador, porém, destaca que a sua preocupação é com o duelo desta quarta. E Luis Enrique teceu vários elogios ao Guangzhou Evergande.

“Eles têm uma base de jogadores chineses com um coreano e quatro brasileiros que o tornam um time perigoso”, disse. “Não viemos aqui pensando que não há rival e que vamos passear. É um estímulo enorme estar no Japão”, acrescentou.

Luis Enrique destacou a importância de o Barcelona conquistar o seu quinto título em 2015 – levou a Liga dos Campeões da Europa, o Campeonato Espanhol, a Copa do Rei e a Supercopa Europeia. “É um desafio estar aqui. Sabemos que seria o quinto do ano, mas temos que vencer no campo, assim como fizemos contra o Sevilla na Supercopa Europeia”, concluiu.

Fonte: Hoje em dia