Rondônia - 20 de julho de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Assembleia Legislativa cria CPI para apurar possível formação cartel dos frigoríficos em Rondônia

Assembleia Legislativa cria CPI para apurar possível formação cartel dos frigoríficos em Rondônia

Autismo _ tema de discursos em sess_o na Assembleia Legislativa-31Mar15-Foto Jos_ Hilde-Decom-ALE-RO

A Assembleia Legislativa aprovou o requerimento 397/15, de autoria coletiva, que constitui a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), com a finalidade de apurar a possível formação de cartel dos frigoríficos de abate de bovinos em Rondônia.

A matéria foi lida na sessão ordinária do último dia 15, que encerrou o período legislativo ordinário. A instalação da CPI, com a definição dos cinco membros que irão compor a Comissão, será feita após a volta do recesso parlamentar, programada para o dia 15 de fevereiro de 2016.

“Os frigoríficos em Rondônia praticam um preço irrisório na arroba do boi, desvalorizando a nossa carne, uma das melhores do país. Hoje, a arroba está em R$ 120,00 ou menos, quando em São Paulo o preço é de R$ 150,00. Não podemos aceitar essa desvalorização, que causa prejuízos aos produtores”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PP).

Um dos primeiros deputados a se posicionar contra a desvalorização da carne bovina em Rondônia, por parte dos frigoríficos, o deputado Adelino Follador (DEM) assinou o requerimento criando a CPI. “Temos uma carne de qualidade e os frigoríficos pagam cada vez menos. Mas nos açougues e supermercados a carne não baixou e o consumidor final também é afetado pela manipulação dos preços”, completou.

A coleta de assinaturas para a instalação da CPI foi feita na semana passada, durante audiência promovida pela Comissão de Agricultura da Assembleia com pecuaristas. Além de Maurão e Follador, assinaram o requerimento os deputados Jesuíno Boabaid (PTdoB), Cleiton Roque (PSB), Alex Redano (SD), Glaucione Rodrigues (PSDC), Ribamar Araújo (PT), Lazinho da Fetagro (PT) e Airton Gurgacz (PDT).

“Com a instalação desta CPI, que tem poder de polícia, os donos e representantes de frigoríficos serão convocados para prestar explicações à Assembleia sobre o baixo valor pago pelo boi ao produtor”, ressaltou Maurão.

Redução na pauta do boi

Além da criação da CPI, os deputados estaduais encaminharam ao governador Confúcio Moura (PMDB), através do presidente Maurão, a indicação para que o governo edite uma resolução baixando a pauta do boi e da vaca, para a venda fora de Rondônia.

Ainda nesta semana, o governador deverá editar e publicar o decreto alterando a pauta do boi de R$ 1.900,00 para R$ 500,00 por cabeça. Já a vaca vai baixar dos atuais R$ 1.400,00 para R$ 400,00.

Fonte: Jornal Rondônia Vip