Rondônia - 21 de Abril de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Prefeita Sônia Cordeiro é cassada pelos vereadores em Jaru

Prefeita Sônia Cordeiro é cassada pelos vereadores em Jaru

prefeita-sonia-cordeiro-e-cassada-pelos-vereadores-em-jaru540x304_00583aicitono_1a72v5cr6f2a15u61cgog0gnica

Jaru, RO – A sessão de votação do relatório final da comissão processaste, foi lido em plenário pelo presidente da comissão José Augusto na manhã desta segunda feira (21), e após foi dado início a votação tendo como resultado 11 votos pedindo a cassação dos investigados e apenas o voto do vereador petista Prof. Evaldo pedindo absolvição. Sendo assim oficializada a cassação da prefeita Sonia e do seu Secretário de Educação, Leomar Lopes.

Dos vereadores da base da prefeita que compareceram à sessão foi apenas o vereador Prof. Eveldo (PT), os faltantes foram, Josemar Figueira (PT), Benildo Marcio (PT) e Edimilson da 17 (PRP).

O investigado Leomar Lopes, foi representado pelo seu assessor jurídico, Sidnei Pessoa, já a prefeita Sonia não compareceu, tão pouco seus assessores jurídicos, sendo ela votada à revelia.

Durante a leitura do relatório o presidente destacou que foi seguido à risca todos os trâmites legais exigidos, não havendo como se falar em ilegalidade alguma, no procedimento de cassação. A prefeita foi notificada a apresentar a defesa, garantindo a ampla defesa e contraditório, assim não há qualquer infringência a este direito.

Durante a leitura do relatório foi lembrado que a defesa sustenta em sua alegação, a falha no ato de uma servidora, que teria adulterado o documento.

Foi destacado que a prefeita utilizou os artifícios para dificultar os trabalhos da comissão, se esquivando das notificações, pedido de mandado de segurança para impedir a sessão, entre outros. “Conclusão, o crime foi feito para favorecer a terceiros”, diz o membro da comissão Jeversom Lima.

Após a defesa Jurídica de Leomar Lopes, foi colocada em votação a sua cassação, sendo que o resultado foi de 11 a 1 para a cassação, sendo este o mesmo resultado da prefeita Sonia.

O assessor jurídico de Leomar, sustentou que a argumentação jurídica a ser impetrada na justiça para anulação da sessão, será de que o vereador Valdecir Orlandini estaria impedido de votar. Dentre outras possíveis irregularidades, o advogado de Leomar destacou que ele, juntamente com o advogado da prefeita estarão entrando amanhã (22) na justiça para tentar reverter o resultado.

Fonte: Jaru Online

noticias doidas