Rondônia - 19 de agosto de 2018
Home / Notícias / Brasil / Provérbios 23:9 – Não fales aos ouvidos do insensato, porque desprezará a sabedoria das tuas palavras

Provérbios 23:9 – Não fales aos ouvidos do insensato, porque desprezará a sabedoria das tuas palavras

A verdade é um privilégio, não um direito. Tolos não merecem a verdade. Homens sábios evitam os tolos, pois eles são uma influência perigosa (Pv 9:6; 13:20; 19:27).

Homens sábios não desperdiçam a verdade em tolos, pois eles desprezarão a sua verdade. Verdade e sabedoria são dádivas preciosas; Negligenciá-los ou rejeitá-los traz juízo. Tolos devem ser deixados para apodrecerem em suas tolices.

Estas palavras são duras demais? O nosso abençoado Senhor não pensou assim! Quando os discípulos disseram a Jesus que Ele havia ofendido os fariseus, Ele respondeu, “… toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada. Deixai-os; são cegos, guias de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, cairão ambos no barranco.” (Mt 15:13-14). Amém!

Leitor, você é sábio? Você conhece o perigo de falar a um tolo? Você não consegue ganhá-lo com palavras, pois ele não ouvirá nem mudará (Pv 27:22). Se você se envolve numa discussão, você mesmo se tornará em tolo (Pv 26:4). As perguntas tolas e incultas só trazem disputas (IITm 2:23). Se você dá a ele a verdade, ele a desprezará e a esmagará sob os seus pés (Mt 7:6). E ele perverterá as suas palavras contra você (Pv 9:7-8; Mt 7:6). Sê sábio! Fique longe dos tolos! Não gaste a verdade com eles! Escolha homens sábios como amigos (Sl 119:63).

O que é um tolo? Todo homem tem alguma tolice, mas o tolo é dominado por ela. Ele tem as suas próprias idéias; ele está confiante nelas; ele está fora do alcance do aprendizado. Ele prefere falar ao ouvir; e ele faz o que quer sem levar em conta a instrução e os avisos. Ele não demonstra o espírito nobre dos bereanos em ouvir receptivamente a verdade e buscar nas escrituras a confirmação dela (At 17:11; Tt 3:10-11) Deixe que ele caia na sua própria sarjeta! Poupe o seu fôlego!

Quando você percebe um tolo – um que não quer ouvir, aprender e mudar – se afaste dele (Pv 14:7). Diga o suficiente para calar a sua boca arrogante e condenar a tolice dele (Pv 26:5), mas não exponha a preciosa verdade ou a si mesmo aos seus debates idiótico e maliciosos (Pv 26:4). Baixar ao nível dele é endossar a sua arrogância, arriscar a sua própria alma e depreciar a verdade.

Para a paz e a segurança em sua vida e na da sua família, dê ouvidos às regras da sabedoria. Abandone a tolice e viva (Pv 9:6). Lance fora o zombador e desfrute a trégua de paz (Pv 22:10)! Podando o tolo, a sua vida florescerá. Eles são maus transtornos que devoram o espírito de homens sábios e denigram a integridade da verdade e da sabedoria. Proteja a vitalidade da sua alma e da sua família ao evitar os tolos e suas más conversações (ICo 15:33).

O amor ou a amizade incondicional é desconhecido na Bíblia. É uma invenção da imaginação moderna. Os homens serão julgados por ação e caráter, não pela mera existência ou relacionamento natural (Sl 119:63; Tt 1:8). Deus, nosso Pai não nos ama incondicionalmente: Ele nos ama porque estamos em Cristo Jesus (Ef 1:4-6; 5:25-27). Davi, o doce salmista de Israel, tomou inúmeras medidas para afastar os vãos tolos da sua casa (Sl 101:1-8).

Quão diferente era Jesus dos homens de hoje! A nossa geração efeminada e condescendente entende que todos os homens têm o direito à verdade. Eles a adoçam para os tolos e zombadores em seus programas de crescimento da igreja e de “ganhar” os perdidos. Mas Jesus disse, “Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis ante os porcos as vossas pérolas, para que não as pisem com os pés e, voltando-se, vos dilacerem.” (Mt 7:6). Mas é claro que este texto raramente é mencionado, pois ele condena todas as ênfases e filosofias deles.

Jesus disse aos seus ouvintes para rejeitarem os aqueles que não amassem o evangelho. Ele não sugeriu que alterássemos o conteúdo, métodos ou programas para atraí-los, como fazem os modernos profetas falsos para encherem estádios com degenerados. Jesus disse, sacudi a poeira dos vossos pés contra aquelas pessoas, e eu os julgarei no último dia (Mt 10:14-15). Ao invés de tornar fácil o seguir a verdade, Ele deixou bem claro o alto custo do discipulado (Lc 14:25-33).

Quando o apóstolo Paulo se cansou dos tolos judeus em Antioquia, ele disse, “Então, Paulo e Barnabé, falando ousadamente, disseram: Cumpria que a vós outros, em primeiro lugar, fosse pregada a palavra de Deus; mas, posto que a rejeitais e a vós mesmos vos julgais indignos da vida eterna, eis aí que nos volvemos para os gentios.” (At 13:46). Este é o verdadeiro evangelismo – suportando todas as coisas por causa dos eleitos e orando pelo livramento dos réprobas (IITm 2:10; IITs 3:2; At 13:48; Jd 1:4).

Contrariando a opinião ignorante de muitos, o nosso Senhor Jesus usou parábolas para evitar que a sua geração tola ouvisse e entendesse a verdade (Mt 13:10-17). Parábolas são simples histórias terrenas com significados celestiais para ajudar as pessoas simples a entenderem a verdade; são afirmações obscuras e difíceis que têm o propósito de esconder a verdade de qualquer um que não seja os filhos esclarecidos do próprio Senhor! Você consegue lidar com a verdade, caro leitor? Leia-a! Creia nela!

Porque alguns pregam nas esquinas e nas prisões? Os primeiros são perturbadores públicos, e os segundos perseguem os maiores tolos da sociedade. Estes são guerreiros da fé? Eles arrastam a verdade na lama para aqueles que não querem ouvi-la. Jesus pregou às multidões que O seguiam, não aos tolos perversos que O odiavam. Ele recomendou a visita aos santos que estivessem nas cadeias, não os criminosos (Mt 25:40). Ele não disse nada ao ladrão que blasfemava ao Seu lado.

Paulo pregou nas sinagogas e nos cultos de oração (At 16:13; 17:1-2), não nas cadeias. O carcereiro com quem Paulo e Silas falaram estava do lado de fora das barras enquanto eles estavam do lado de dentro (At 16:23-24). Isso é o que se chama de ministério de prisão! E eles esperaram para que ele indagasse a respeito da salvação; eles não estavam vendendo sentimentalmente a religião a ladrões e assassinos em suas gaiolas! Quando Paulo foi um prisioneiro em Roma, ele pregava a todos os que vinham a ele (At 28:30-31). Alguns falam que ele deveria ter rejeitado o benefício da sua própria casa e pedido para ser lançado num buraco!

A verdade está disponível em muitos lugares. A criação natural fala do poder eterno de Deus e da Sua supremacia. Os homens são indesculpáveis. Mas quando rejeitam a verdade que Ele oferece, Ele obscurece as suas mentes e os entrega a pensamentos e ações perversas, como a sodomia e outras abominações (Rm 1:18-32). Se eles não amam a verdade, Ele envia a eles fortes desilusões para levá-los a crer na mentira e serem amaldiçoados (IITs 2:10-12). Leia isto! Creia nisto!

Mas claro, isto não é ensinado na Escola Dominical – por uma boa razão. A maioria das igrejas substituiu a clara verdade da escritura por fábulas, e Deus, com justiça, removeu o entendimento deles e lhes entregou à neblina sentimental de suas próprias imaginações. A verdade hoje em dia é a opinião de cada homem ao invés da Palavra de Deus (IITm 4:1-4). O próprio Deus enganou os profetas, mas há uma fome pela Palavra de Deus (Ez 14:1-11, Am 8:11-12). Paulo orou para que houvesse a cura de alguns (Rm 10:1-3), mas ele disse a outros que poderiam continuar ignorantes (ICo 14:38).

Você deseja promover a verdade e a sabedoria na terra? Então a promova entre aqueles que são perfeitos, os santos de Deus (ICo 2:6; ITs 5:14; Tg 5:19-20). Ainda não está satisfeito? Então viva uma vida santa de verdade e de sabedoria e aguarde aos homens que virão lhe indagar a respeito da sua esperança (Pv 22:20-21; IPe 3:15). Mostre ao mundo uma vida santa, e espere que Deus os convença. Afinal de contas, qualquer chamada conversão sem a regeneração de Deus em primeiro lugar é uma farsa.

Caro leitor, você já abandonou a tolice e encontrou refúgio numa igreja onde só a Palavra Dele é autoridade (IITs 3:6)? Você já buscou os caminhos antigos e o bom caminho (Jr 6:16)? Você já abandonou todos os tolos, incluindo aqueles que ocupam os púlpitos aos domingos? Você quer adorar a Jesus Cristo da Bíblia, ou aquele “hippie” efeminado e de cabelos longos nos livros de histórias da Bíblia (IICo 11:3-4)? O mistério da piedade em Cristo Jesus é verdadeiramente grande (ITm 3:16), mas é só para aqueles que tiverem um santo desejo por ele (Rm 1:8-15; Rm 15:31).