Rondônia - 16 de novembro de 2018
Home / Notícias / Norte / Rondônia / 5º Leilão Direito de Viver de Ouro Preto arrecada mais de R$ 1,1 milhão

5º Leilão Direito de Viver de Ouro Preto arrecada mais de R$ 1,1 milhão

5-leilao-direito-de-viver-de-ouro-preto-arrecada-mais-de-r-1-1-milhao540x304_36783aicitono_1a7n4anblj7h7uqo6nrp51uk9a

A Comissão organizadora do 5º leilão Direito de Viver de Ouro Preto do Oeste, realizado no dia 13 de dezembro no recinto do Parque Agri-Show Norte distribui a partir de quarta-feira em locais públicos de Ouro Preto do Oeste e distrito de Rondominas, Vale do Paraíso e Teixeirópolis, os banners com a apuração final do valor bruto e o liquido arrecadado no evento de 2015.

O valor líquido apurado foi de R$ 1.136.770,30 (um milhão, cento e trinta e seis mil, setecentos e setenta reais, e trinta centavos). O Leilão foi em prol da Fundação Pio XII, do Hospital de Câncer de Barretos, e o valor arrecadado será destinado para a construção do Hospital de Câncer da Amazônia, em Porto Velho – RO.

No 5º leilão Direito de Viver foram arrecadados 1.147 bovinos, mais suínos, ovinos, além de várias outras prendas que foram leiloadas e vendidas. A soma arrecadada somente no Leilão foi de R$ 1.118.710,00. O valor das doações e o bar da festa arrecadaram R$ 73.940,00; o bazar do bem, pescaria e doces arrecadou R$ 11.644.90,00.

O valor total bruto da arrecadação foi de R$ 1.204.294,90, a despesa total no evento foi de R$ 67.524,60. Os banners com relatório da arrecadação final do 5º Leilão Direito de Viver são assinados pelo presidente do Leilão, Zezinho Araújo, a coordenadora Rosária Helena, e pela tesoureira Roberta Tenório, mulher do deputado estadual Marcelino Tenório.

Em 2014, o 4º Leilão Direito de Viver leiloou 1.390 bovinos e arrecadou mais de R$ 1,3 milhão. Nos quatro leilões anteriores, Ouro Preto do Oeste foi o recordista nacional em arrecadação. A corrente solidária em prol dessa causa formada na cidade de Ouro Preto do Oeste é fantástica. Tanto, que o presidente da Fundação Pio XII Henrique Prata veio conferir o evento no ano passado.

O presidente do Leilão, José Araújo, costuma dizer que não existe meta a ser vencida, porque o evento se tornou uma corrente positiva envolvendo inúmeras pessoas que querem fazer o bem. As despesas são pequenas, diante da mobilização e a logística empregadas na realização do evento. Os violeiros cegos de Uberaba (MG) Vander e Vandeir e o cantor paulista Kelvin Araújo se apresentaram no 5º leilão e não cobraram cachê.

No Leilão deste ano, um touro reprodutor doado pelo pecuarista David Panetto, foi arrematado por R$ 36 mil. O animal era o xodó na propriedade de Panetto, mas um sonho que ele teve com um filho morto, já falecido, o motivou a doar o touro. No leilão do “Bezerro de Ouro”, foram arrecadados R$ 53 mil, e o comprador doou novamente a prenda para a Sociedade Pestalozzi de Ouro Preto do Oeste.

Fonte: Assessoria