Rondônia - 18 de novembro de 2018
Home / Notícias / destaque / A QUEM INTERESSA O CONTRABANDO DE NOSSAS RIQUEZAS?

A QUEM INTERESSA O CONTRABANDO DE NOSSAS RIQUEZAS?

nossos minerios.jpgColuna Opinião de Primeira, Por Sérgio Pires – Onde estão os milhões de dólares que nosso país perde, todos os dias, com a extração ilegal e o contrabando dos nossos minérios? Quais os reais interesses por trás da inação dos órgãos de fiscalização; quem lucra com os grandes acordos feitos entre quatro paredes, com nenhuma divulgação, como o fez o Brasil, semanas atrás, com o governo russo, permitindo a exploração de nossas riquezas, incluindo o nióbio, material nobre? Essas e muitas outras perguntas continuam sem resposta, porque não há interesse algum em respondê-las. Temos aqui no nosso chão, 97 por cento de toda a produção mundial desse minério. Enquanto isso, vivemos num país quebrado mas, se recebêssemos os devidos impostos pelo que nos levam de graça, estaríamos nadando em grana. Não é exagero. A professora Guilhermina Coimbra, do CNPQ, escreveu: “os especialistas comprovam que o Brasil perde mensalmente cerca de 100 bilhões de reais, com o desvio do nióbio”. Se isso for apenas uma parte da verdade, mesmo que haja exagero nessa conta, quanto realmente perdemos e como apenas alguns ficam bilionários, incentivando o contrabando ilegal?

Vamos trazer esse raciocínio para a cor local. Em seu Blog, o governador Confúcio Moura falou sobre o garimpo de ouro do Madeira e protestou: todo o ouro retirado só na área central de Porto Velho,  não representou um só centavo em impostos nos cofres do Estado. E Rondônia também tem nióbio. Menos que a Bahia e Minas, mas tem. São os únicos três estados do país que tem esse metal tão nobre. Mas Rondônia tem ainda diamantes, de Roosevelt e outras áreas. Onde está o dinheiro das pedras roubadas e levadas para Israel, onde são transformadas em joias milionárias. A quem interessa que todo o dinheiro vá apenas para alguns bolsos? Será que um dia saberemos a verdade sobre tudo isso?

 

EM GUAJARÁ

Por falar em riquezas minerais contrabandeadas, agora surgiu uma informação nova: em Guajará, numa área indígena, teria sido encontrada uma verdadeira mina de diamantes, ouro e pedras preciosas. Apenas os índios que são donos da área próximo ao rio Negro Ocaia, saberiam onde fica o local, recheado de riquezas. Os índios, estariam retirando tudo o que podem do local, segundo o site Portal Guajará. Para confirmar a denúncia, o site publicou várias fotos do local, inclusive algumas com macacos sendo assados para alimentar os índios, enquanto eles garimpam.  Até agora, nenhuma autoridade abriu a boca para falar sobre o assunto. O que, aliás, não é surpresa alguma…

 

SENTENÇA INÉDITA

O juiz da Vara de Execuções e Contravenções Penais de Porto Velho, Renato Bonifácio de Melo Dias, tomou uma decisão inédita e controversa. Determinou que os presos com doença mental fossem levados ao Palácio do Governo e lá deixados, a menos que o Estado resolva com urgência a situação dessas pessoas. Horas depois, o desembargador Roosevelt Queiroz derrubou  a decisão que serviu, ao menos, para uma discussão mais ampla sobre tão complexo assunto. O que se lamenta é o de sempre: decisões enviesadas  que atendem minorias. A maioria dos  doentes mentais não é de presidiários e essa maioria nunca recebeu  qualquer decisão controversa, que permitisse também discutir a situação deles.

 

RESULTADO PÍFIO

Quem te viu, quem te vê! Colocada no facebook, foto de Lula, pedindo apoio para quem gostaria de vê-lo como Presidente de novo, em 2018, teve apenas 50 curtidas, em dois dias: sábado e domingo. A maioria delas de petistas conhecidos com o sindicalista Itamar Ferreira e a ex secretária da Prefeitura de Porto Velho, Miriam Saldãna. Nos comentários, muitas críticas ao ex popularíssimo Presidente e até as tradicionais ofensas, idiotas e incuráveis, vindas de quem não é democrata e não aceita as opiniões alheias. Mas, o resultado do apoio a Lula, ao menos nas redes sociais, é menos que pífia…

 

MUDANDO PARA PIOR

Foi um Natal violento. Crimes, assaltos, roubos, mortes no trânsito, em toda a Rondônia. A BR 364 voltou a fazer vítimas, entre elas um empresário porto velhense e seu filho, mortos numa colisão no Mato Grosso. Uma tristeza. A falta de policiais nas ruas também influi no aumento da criminalidade, é claro. Mas o principal motivo para tanta destruição, maldade e violência, é a absurda impunidade que campeia, sem que nosso Congresso ou nosso Governo façam alguma coisa para mudar as leis. Quando mudam, é para proteger ainda mais os bandidos. Pobres de nós!

 

PERDENDO A BARRIGA

Provavelmente neste último final de semana, mesmo com muita gente de férias, o Espaço Alternativo tenha batido todos os recordes de público, desde que começou a ser utilizado pela população porto velhense. No sábado, por exemplo, não havia sequer uma vaga para estacionar, depois das 17h30. Dizem as más línguas que quem exagerou nas comilanças de Natal, correu para lá, tentando perder um pouco da gordura, mas já se preparando para voltar aos bons pratos no Ano Novo. Na verdade, tirando a brincadeira, mesmo incompleto, o Espaço se tornou o principal ponto de encontro em Porto Velho.

 

PERGUNTINHA

Será que a Presidente Dilma fará com o Rio Grande do Sul o mesmo que fez na enchente histórica de Rondônia, ou seja, prometer recursos e investimentos que nunca chegam?

Leia o Blog:   www.opiniaodeprimeira.com.br