Rondônia - 20 de novembro de 2018
Home / Notícias / Brasil / Mesmo preso, José Dirceu recebia mensalão da empreiteira UTC

Mesmo preso, José Dirceu recebia mensalão da empreiteira UTC

Brasil, BrasÌlia, DF, 04/11/2014. O ex ministro da Casa Civil, Jose Dirceu (d) esquiva-se  ao desembarcar do carro para comparecer a Vara de ExecuÁıes Penais (VEP) para audiÍncia com juiz para ter direito a pris„o domiciliar, em BrasÌlia. - CrÈdito:DIDA SAMPAIO/ESTAD√O CONTE⁄DO/AE/CÛdigo imagem:185395

Mesmo quando já se encontrava preso, cumprindo pena de prisão na Papuda em razão da corrupção do mensalão do PT, o ex-ministro da Casa Civil e braço direito do então presidente Lula, José Dirceu continuava recebendo mensalão de R$ 115 mil menais.

A informação, em depoimento sob delação premiada, é de Walmir Pinheiro Sanana, ex-diretor financeiro da UTC Engenharia, e confirma revelação já feita pelo ex-patrão Ricardo Pessoa, chefe do “clube de empreiteiras” que fraudou licitações e combinou contratos para roubar a Petrobras.

Os valores foram definidos em “contrato de consultoria”, aliás, duas vezes atualizados por termos aditivos. Segundo Walmir, Luís Eduardo, irmão do ex-ministro, foi algumas vezes na UTC tratar com ele sobre estes pagamentos. Ele contou que os termos aditivos foram celebrados quando José Dirceu estava preso: um realizado em 11 de fevereiro de 2013 e o outro em 11 de fevereiro de 2014. O contrato original é datado de 29 de fevereiro de 2012.

advogado de José Dirceu, Roberto Podval, afirmou em nota, que “todos os pagamentos foram declarados e contabilizados e que o serviço foi prestado antes da prisão de José Dirceu. Como o pagamento foi parcelado, ainda havia dinheiro a ser recebido por Dirceu, mesmo ele estando preso”, diz a nota.

Fonte: Diário do Poder