fbpx
32 C
Porto Velho
sexta-feira, 29 maio 2020, 15:28
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

Lula e os celulares de laranjas

Painel da Folha informa:

“O ex-presidente Lula de fato não tinha celular próprio. Seu segurança, Valmir Moraes da Silva, que o acompanha há mais de dez anos, é quem lhe cedia o aparelho toda vez que precisava contatar alguém.

O celular, contudo, também não era oficialmente de seu auxiliar. Estava registrado no nome de um laranja.”

É mais uma “Quadrilha” do PT: o laranja cede o celular ao segurança, que cede o celular a Lula, que diz não ter celular…

“É por isso, segundo a Lava Jato, que o ex-presidente falava tão livremente ao telefone, mesmo sabendo que todos os seus passos estavam sendo monitorados.”

Jaques Wagner era bem mais cuidadoso que Lula, como fica claro em várias conversas grampeadas.

Numa delas, quando Lula diz que Paulo Teixeira (“Paulinho”) precisava tratar de assunto urgente com Wagner, o ex-governador da Bahia sugere que lhe telefonem de um quarto de hotel para evitar grampos. É um profissional.

“A força-tarefa notou que, do número usado pelo segurança de Lula, partiam muitas ligações para alvos já grampeados pela Lava Jato.”

Não deve ser mesmo fácil para Lula administrar essa turma toda.

“Foi questão de tempo até que se descobrisse que a linha servia ao petista.”

Foi questão de tempo até que a Lava Jato chegasse ao “chefe”.

“O ex-presidente não tinha uma linha de celular em seu nome, mas a Lava Jato apreendeu seis aparelhos apenas em seu apartamento, em São Bernardo”, sendo nove no total.

Lula tampouco tinha imóvel em seu nome, mas a Lava Jato chegou ao sítio e ao tríplex.

Se você pensar bem, é até estranho que Lula esteja em seu próprio nome.

Mas está; e, curiosamente, foi ele que acrescentou Lula ao nome original Luiz Inácio da Silva.

Talvez Lula tenha sido a última coisa que Lula colocou em seu nome.]

Via Felipe Moura Brasil, da Veja

Últimas notícias: