fbpx
25 C
Porto Velho
domingo, 22 setembro 2019, 01:58
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

Precisamos de respostas decentes para muitas perguntas

Coluna Opinião de Primeira, Por Sérgio Pires – Os bandidos tomam conta do Brasil.  Também de dentro das cadeias, usando celulares que lhes chegam facilmente às mãos, comandam o crime; ligam para pais de famílias exigindo resgate por seus filhos sequestrados (o desespero da “vítima” deixa o pai em estado de choque e há quem caia nesse terrível golpe); quem manda  são os criminosos. E ainda, para desespero da sociedade, grande parte dos Congressistas, do Ministério Público e boa parcela do Judiciário ,ainda acha que eles têm que ser tratados “como seres humanos”, embora a maioria deles tenha  tratado suas vítimas com crueldade e agido como animais. O que mais impressiona é que nada afeta essa doença ideológica. Nem os mais de 50 mil assassinatos por ano. Nem os milhares de feridos, alguns para sempre incapacitados. Nem os milhões de traumatizados. Nada os toca. No Congresso, muito pouco se faz para tentar dar um grito de basta à essa aberração social, que está destruindo nosso país. O sangue toma conta das cidades e das estradas (outros 45 mil mortos anualmente no trânsito), mas os grandes temas nacionais são os feriados da semana que vem; o aumento para o funcionalismo, a contratação de mais amigos dos amigos.

 

Que gente é essa, a quem entregamos nossos destinos? Que tipo de governantes e homens públicos queremos? Os que defendem  com  unhas e dentes as pessoas de bem ou os que vivem discursando em torno dos direitos dos criminosos? Por que há direitos humanos para bandido e nunca para as vítimas? Até quando vamos aceitar passivamente isso, vendo nossos entes queridos sendo dizimados, enquanto os criminosos usam celulares para continuar mandando nas nossas vidas? Quem tiver alguma resposta decente para essas perguntas, que se apresente para comandar nosso país. Porque, do jeito que está, ficaremos cada vez mais à mercê do crime e dos defensores dos criminosos!

 

CINCO MILHÕES

 

Crise? Que crise? Para alguns empresários do agronegócio de Rondônia, essa palavra ainda está distante, usada apenas em outras regiões do país ou no dicionário. Porque para quem produz e está expandindo seus negócios, a crise passa longe, nessa terra onde quase tudo dá certo, desde que o trabalho seja feito com dedicação e seriedade. Um exemplo é o pesado investimento feito por alguns produtores, na compra de equipamentos de última geração, durante a Rondônia Rural Show, na semana passada. Foram vendidas cinco colheitadeiras CASE, ao custo de 1 milhão de reais cada uma. Ou seja, apenas em quatro dias e apenas uma empresa, faturou 5 milhões de reais. Não é de se comemorar?

 

SABEM DE COR

 

O governo do Estado está contando com números da ONU, para acreditar que o policiamento em Porto Velho vá ajudar a reduzir drasticamente a criminalidade. Com o novo contingente de PMs, a Capital terá 300 policiais por habitante. A ONU diz que o número ideal é de 400 policiais por habitante. Ou seja, a situação local estaria muito melhor do que as exigências internacionais. Se isso vai mesmo reduzir os assustadores números da criminalidade, ainda não se sabe. Há quem considere que pode até haver um policial para cada habitante, mas se as leis não forem mudadas, acabando com a impunidade, nada vai resolver. Os  bandidos sabem de cor o Código Penal e e todos os seus direitos. Geralmente, entram por uma porta da delegacia e saem pela outra…

 

O POVO EM SILÊNCIO

 

A cinco meses da eleição municipal, poucas vezes se viu a população tão distante dos debates relacionados com os nomes que estarão na disputa, principalmente em Porto Velho, onde as discussões políticas são intensas, normalmente. Até agora, pouco se ouve nos restaurantes, nos bares, nos pontos de encontro. Com exceção de órgãos públicos, onde geralmente há tempo para longos papos sobre política, durante o expediente, quase não se ouve falar que haverá eleição em 2 de outubro. A propaganda eleitoral gratuita, nesse ano, terá apenas 45 dias, um mês e meio para que o eleitor possa ouvir as propostas dos candidatos e escolher aquele que considera que será o melhor nome para comandar a cidade.  Haverá cerca de 10 candidaturas, cinco delas com chances reais.

 

OS ”MAMA-TETAS”

 

Quando dona Dilma e o PT estavam no governo, os desocupados estavam ocupados em deixar tudo como estava, não importando o desgoverno e a roubalheira; a incompetência e a destruição do país. Agora, quando se tenta salvar a Nação, os “mama-tetas”; os que ganhavam milhões de um governo aparelhado, muitos sem trabalhar, se revoltam, gritam “fora Temer!”, querem de volta a mamata. Em vários pontos do Brasil, meia dúzia de malandros, portando faixas e querendo ser donos do Brasil, ocupam prédios pub licos, “exigindo” isso e aquilo. Não estão pedindo a prisão dos “cumpanheiros” ladrões. Isso, de jeito nenhum!

 

SÓ A PONTA DO TAPETE

 

Fácil de se entender essa revolta toda! Quando começam a aparecer bandalheiras, como o rombo de 170 bilhões de reais nas contas públicas; o custo de 1 bilhão para alguns apaniguados, formadores de opinião que encheram os bolsos na TV Brasil e, ainda, desvios de 545 mil servidores públicos, que afanaram  milhões de reais do Bolsa Família, entende-se porque essa gente não quer mudanças. É bom que eles saibam: a ponta do tapete recém começou a ser levantado. Nemn 10 por cento da roubalheira foi descoberta. A podridão começou a aparecer e os que foram usados párea aparelhar o Estado, já andam desesperados. É bom que saibam: vem muito mais por aí!

 

PERGUNTINHA

 

Até quando as autoridades brasileiras, incluindo governo, Congresso, Ministério Público e Judiciário vão continuar ignorando a guerra dos bandidos contra as pessoas de bem, que eles, bandidos, estão ganhando de goleada?

 

Leia o Blog:   www.opiniaodeprimeira.com.br

Últimas notícias: