fbpx
22 C
Porto Velho
domingo, 05 julho 2020, 07:29
Site de apostas
Site de apostas

Ensino melhora, mas eleitor sem o fundamental é maioria em 72% das cidades

Os eleitores que não começaram ou não chegaram a terminar o ensino fundamental já foram mais da metade dos aptos a votar (51%) nas eleições de 2012, ou seja, 71.407.188 eleitores.

Hoje esse perfil de eleitor representa 44,17% do total de 144 milhões aptos a votar nas próximas eleições e representa também uma queda em números absolutos: 63.638.220 eleitores. No entanto, essa realidade se limita a uma minoria do total de municípios.

Em 3.987 cidades, ou 71,6% do total dos municípios brasileiros, os eleitores que não começaram ou não concluíram o ensino fundamental são a maioria. Esse grupo de cidades é representado principalmente por pequenos municípios.

Apenas 18 dessas cidades têm mais de 100 mil eleitores. A cidade em que percentualmente há mais eleitores sem o ensino fundamental completo é Cocal dos Alves (89,12%), no Piauí. O município tem 5.385 eleitores. Já Caucaia, no Ceará, é a cidade mais populosa nessa situação, 52,58% dos 213 mil eleitores do município não tiveram formação fundamental completa. Os dados estão nas estatísticas das eleições 2016 divulgadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e foram compilados pelo UOL.

O percentual de eleitores sem ensino fundamental foi obtido somando ao grupo também os eleitores analfabetos e os que declararam apenas saber ler e escrever. Analfabetos e ensino superior Os analfabetos respondem por 4,85% do eleitorado no país, mas há 43 municípios em que esse grupo é de ao menos 25% dos eleitores, uma proporção de um a cada quatro votos. É o caso dos municípios no Amazonas de Envira (35%), Ipixuna (33%), Itamarati (33%), Eirunepé (32%) e Juruá (31%), que lideram a lista e cidades com maior número de analfabetos, proporcionalmente ao tamanho do eleitorado.

O voto é facultativo para quem não sabe ler e escrever, da mesma forma que para jovens de 16 e 17 anos e para maiores de 70. Na outra ponta do nível de escolaridade, não há no país nenhuma cidade em que a maioria é de eleitores com ensino superior completo. Percentualmente, as cidades com maior percentual de eleitores nesse grupo são as capitais Florianópolis (33%) e Vitória (32%) e a cidade fluminense de Niterói (30%).

O Brasil tem 5.570 cidades, mas duas não têm eleições municipais. Brasília (capital federal) não elege prefeito nem vereadores (há um governador e deputados distritais). Em Fernando de Noronha, o caso é semelhante: o município é considerado um distrito de Pernambuco e não tem prefeito.
Fonte:Uol

Últimas notícias: