Rondônia - 21 de agosto de 2017
Home / Notícias / Brasil / O Uber da doação de sangue: a plataforma que salva vidas

O Uber da doação de sangue: a plataforma que salva vidas

Em 25 de novembro celebra-se o Dia Nacional do Doador de Sangue. No Brasil, o número de doadores é extremamente pequeno: apenas 1,8% da população doa sangue. Segundo a ONU, o mínimo recomendado seria o de 3%. Além disso, o sangue possui validade. As plaquetas, por exemplo, duram apenas 7 dias.

Diante desses problemas, um jovem empreendedor, Rafael Oki, formado em engenharia, aliou tecnologia e engajamento social para ligar doadores a bancos de sangue sob demanda, evitando, assim, a falta e o desperdício de sangue.

A SalvoVidas.com é uma rede on-line de doadores de sangue. Através de uma plataforma, a pessoa cadastrada é avisada quando um banco de sangue da sua região precisa do seu tipo sanguíneo.

Assim como o Uber liga pessoas a motoristas de acordo com a demanda, a SalvoVidas.com liga bancos de sangue a pessoas conforme a necessidade. Atualmente, os bancos de sangue dependem de campanhas pontuais de mobilização para a doação. Elas aumentam temporariamente o nível dos estoques, mas devido à validade do sangue essas ações não suprem a demanda de forma efetiva. Pensando nisso, além de aumentar o número de doadores e a frequência de doação, a SalvoVidas.com tem como objetivo mobilizar esses doadores apenas quando existe demanda de sangue, levando a pessoa certa, no momento certo, para o local certo.

Por meio  do conceito de atendimento sob demanda, que vem revolucionando o setor de serviço no mundo, a SalvoVidas.com pretende resolver o problema de falta de sangue no Brasil. Atualmente, a plataforma tem o potencial de salvar mais de 27.000 vidas por ano e precisa da colaboração das pessoas para que se consiga salvar mais vidas.

Faça parte e salve vidas! Cadastra-se gratuitamente pelo site SalvoVidas.com e compartilhe.

Informações adicionais:

Detalhes sobre a operação:

Nós operamos em todo Brasil. Temos pessoas de mais de 250 cidades inscritas atualmente.

Atuamos de 3 formas distintas para saber onde falta sangue:

  • Através de tecnologia de monitoramente conseguimos rastrear todas as notícias sobre falta de sangue que são publicadas na internet,
  • Alguns banco de sangue disponibilizam diariamente o nível do seu estoque por tipo sanguíneo,
  • Recebemos também notificações diretamente de alguns bancos de sangue,

Atualmente toda a comunicação é feita via e-mail e site, não somos um aplicativo devido a limitação de muitas pessoas em baixarem um aplicativo.

Tamanho do problema:

Somente 1,8% da população brasileira doa sangue. A ONU considera que o mínimo ideal seja uma taxa de 3%. (fonte)

Falta de sangue no parto mata 125 mil por ano, diz OMS (fonte)

O problema de falta de sangue impacta diretamente em mortes por motivo de hemorragia e doenças crônicas. Hoje o principal motivo de mortes de mães no parto é devido a hemorragia. (fonte)

Comente pelo Facebook

comentários