Home / Notícias / Religião / Estudos de Provérbios / Provérbios 6:16 – Seis coisas o Senhor aborrece, e a sétima a sua alma abomina:

Provérbios 6:16 – Seis coisas o Senhor aborrece, e a sétima a sua alma abomina:

Quão mau é o pecado? Deus odeia o pecado com extrema repugnância e intensa aversão! Pecado é uma abominação para o SENHOR! Aquilo que homens chamam de falhas, erros ou enganos – Deus chama de pecado! Ele despreza e abomina o pecado – Ele detesta o pecado! Com a nossa concepção degradada da santidade de Deus, não podemos conhecer toda a extensão do incrível ódio e desprezo de Deus pelo pecado. Com o conceito degradado do caráter de Deus, os homens tolos imaginam que Deus deve ser como eles são.

O ódio infinito de Jeová é um dos Seus mais glorificantes atributos – separa Ele das deidades pagãs que os homens imaginam. Santidade – a absoluta liberdade do pecado, e o absoluto e violento repúdio do pecado – é o que torna Deus belo (Sl 29:2; 96:9)! Quanto mais puro o caráter, mais glorioso é o Ser! Não há ninguém mais santo do que o Senhor (ISm 2:2). Até os céus não são puros à Sua vista (Jó 15:14-16). Adore-O!

Salomão apresentou sete pecados que Deus odeia. O abençoado SENHOR odeia igualmente todos os pecados, com um ódio e desprezo infinito; mas Salomão procurou avisar o seu filho a respeito de vários deles que destroem a sabedoria e deixam o homem exposto diante do seu santo Criador. Os sete pecados são: orgulho, mentira, assassinato, maus pensamentos, dano, falsa testemunha e o semear discórdia.

O temor do SENHOR, que é a fonte da sabedoria e do entendimento (Pv 1:7; 9:10), inclui um ódio igual ao de Deus pelo pecado. Salomão, mais adiante em Provérbios, escreveu “O temor do Senhor consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço.” (Pv 8:13). David escreveu, ” Vós que amais o Senhor, detestai o mal.” (Sl 97:10)

Numa sociedade efeminada e comprometedora, é impossível se ter uma visão dos pecados. Criminosos são perdoados; o pecado é exaltado pela indústria do entretenimento e justificado pelo sistema educacional: e todos os níveis de autoridade permitem o pecado sem repressão ou o pune branda e vagarosamente – tão branda e vagarosamente ao ponto em que a punição não é nenhum dissuasor (Ec 8:11).

Quão mau é o pecado? Deus condenou Satanás a um inferno eterno por causa do seu orgulho (Is 14:12-15; Mt 25:41). Deus condenou a humanidade a um inferno eterno por Adão ter comido a fruta da árvore proibida (Gn 2:16-17; 3:1-7; Rm 5:12-14). E Ele afogou o mundo inteiro nas águas do dilúvio, sem consideração para com a idade ou o sexo, mas pelos seus pecados e maldades (Gn 7:21-23).

Quão mau é o pecado? O SENHOR aniquilou sete nações de Canaã por atrocidades abomináveis como adultério e sodomia, dois pecados exaltados na América do Norte e outros países do mundo (Lv 18:1-30; At 13:19). Um homem foi apedrejado até a morte por catar lenha no sábado (Nm 15:32-36). E Deus matou um homem e sua mulher na igreja por mentir a respeito de sua doação (At 5:1-11).

Quão mau é o pecado? Deus determinou a pena capital as crianças desrespeitosas (Pv 30:17; Dt 27:16). Ele exigiu a pena de morte por adultério (Lv 20:10), e Ele mede até mesmo o desejo por uma outra mulher como adultério (Mt 5:28).

Ele considera a ira injustificada e as palavras cruéis como implícito assassinato (Mt 5:21-26). E Ele considera a quebra de um dos mandamentos como a quebra de toda a lei, pois até mesmo uma única transgressão é de uma maldade infinita (Tg 2:10-11).

Quão mau é o pecado? Para que Deus aceite qualquer homem em Sua presença, Ele teve que enviar o seu Filho unigênito para ser torturado até a morte em pagamento pelo pecado! Na crucificação de Jesus de Nazaré, vemos claramente o ódio de Deus pelo pecado, pois ele abandonou o Seu amado Filho, quando os pecados dos eleitos foram lançados a Seu débito (Mt 27:46). Deus é capaz e está disposto a amar os Seus eleitos, somente por enxergá-los em Cristo Jesus (Ef 1:3-6).

Algumas vezes Deus permite que o homem escape impune por um tempo para enganá-los, mas Ele adverte a respeito do julgamento e da ira por tal presunção (Sl 50:21-22). Os judeus pensaram que haviam se livrado de Jesus de Nazaré, mas Ele trouxe os exércitos romanos apenas 40 anos mais tarde para matar um milhão, somente na cidade de Jerusalém, e aplanou sua cidade ao nível do chão.

Um dos maiores traços característicos do Senhor Jesus Cristo foi o Seu amor por justiça e ódio do pecado (Sl 45:7; Hb 1:8-9). Por esta gloriosa característica, o abençoado Deus O honrou acima de todos os outros homens. Pelo seu exemplo podemos ver que a nobreza de espírito e a aprovação diante de Deus estão na proporção direta de amor e virtude e ódio do pecado.

Leitor, se o seu conhecimento de Deus é o que você recebeu de uma doce professora de Escola Dominical, você provavelmente crê que Deus odeia o pecado, mas ama o pecador. Tente adivinhar mais uma vez! Davi escreveu, “Pois tu não és Deus que se agrade com a iniqüidade, e contigo não subsiste o mal. Os arrogantes não permanecerão à tua vista; aborreces a todos os que praticam a iniqüidade. Tu destróis os que proferem mentira; o Senhor abomina ao sanguinário e ao fraudulento; ” (Sl 5:4-6).

Novamente Davi escreve, “O Senhor está no seu santo templo; nos céus tem o Senhor seu trono; os seus olhos estão atentos, as suas pálpebras sondam os filhos dos homens. O Senhor põe à prova ao justo e ao ímpio; mas, ao que ama a violência, a sua alma o abomina. Fará chover sobre os perversos brasas de fogo e enxofre, e vento abrasador será a parte do seu cálice. Porque o Senhor é justo, ele ama a justiça; os retos lhe contemplarão a face. ” (Sl 11:4-7). Porque estes versículos são ignorados? Porque eles não são divulgados em estádios de futebol?

O que você deve fazer? Reorganize o seu sistema de valores. Odeie Hollywood e a NEA (“National Editorial Association” – Associação Nacional de Editores)! Ensine os seus filhos a abominar o pecado e o mal. Ensine-os a amar a justiça e a santidade. Exalte os bons homens e mulheres; despreze os homens e mulheres maus. Puna o pecado severamente; recompense generosamente a virtude! Ame a Bíblia inteira, não só os versículos preferidos! Escolha ser como Davi, e odeie toda a má influência em seu santo desejo de andar perfeitamente diante do seu Deus (Sl 101:2-8).

Comente pelo Facebook

comentários