Rondônia - 24 de outubro de 2017
Home / Notícias / Religião / Estudos de Provérbios / Provérbios 11:18 – O ímpio recebe um salário enganoso, mas, para o que semeia justiça, haverá galardão certo

Provérbios 11:18 – O ímpio recebe um salário enganoso, mas, para o que semeia justiça, haverá galardão certo

Só existe uma maneira de obter sucesso na vida – buscando-a fiel e justamente, como se fosse para o Senhor. Pecadores trapaceiam a si mesmos! Eles planejam e trabalham para atingir um objetivo, mas erram o alvo sonhado ou ficam insatisfeitos quando o atingem! Por outro lado, os justos buscam diligente e pacientemente seus objetivos e obtém o que buscavam ou descobrem uma paz igual ou maior sem os mesmos! Que contraste de vidas!

Considere o provérbio. O trabalho enganador dos ímpios é a evanescência do sucesso. Ele fixa o seu prazer pelo pecado. Ele busca os seus desejos sexuais, mas o resultado nunca satisfaz a ânsia do seu coração ou do seu corpo. Compare as duas sentenças para confirmar esta interpretação. O homem ímpio comparado com o justo. O trabalho enganoso com a recompensa certa. Portanto, os homens justos obtém o que pacientemente buscaram, mas os ímpios acabam sendo enganados.

Considere alguns exemplos. Satanás prometeu a Eva que ela seria como Deus ao rejeitar a ordem Dele e comer do fruto proibido (Gn 3:1-5). O primeiro resultado terrível chegou imediatamente, mas as consequências nunca terão fim (Gn 3:6-24; 5:5; Ap 20:11-15). Por outro lado, Satanás ofereceu os reinos do mundo a Jesus, mas Ele resistiu à tentação e agora reina sobre o céu e a terra (Mt 4:8-11; Hb 12:1-3). Ele obteve a recompensa certa!

Amnom ficou doente em decorrência dos seus desejos sexuais para com a sua meia irmã, e com isto conspirou e a estuprou, mas as consequências foram totalmente insatisfatórias e isto lhe custou a vida (IISm 13:1-39)! Por outro lado, Isaque aos 40 anos e Jacó aos 77 confiaram em seus pais para orientá-los na escolha de suas mulheres, e ambos tiveram lindas mulheres que temiam a Deus – Rebeca e Raquel – e uma grande prole. Amnom foi enganado, mas os dois patriarcas encontraram a recompensa segura.

Israel murmurou e reclamou do maná até que forçaram a Deus a lhes dar as codornas. Ele as deu – amontoadas à altura de um metro aproximadamente, cobrindo uma área equivalente a um dia de caminhada em qualquer direção; mas Ele matou a muitos pela luxúria deles e mandou a esqualidez da alma para os restantes (Sl 106:13-15; 106:13-15). Por outro lado, uma pequena porção de salada ou um bocado seco é mais do que suficiente para duas pessoas que andam com Deus e em amor e em paz um com o outro (Pv 15:17; Sl 17:1).

O tolo Geazi cobiçou as vestimentas do rico sírio Naamã, e mentiu para poder obtê-las; mas ficou profundamente desapontado ao final pela perda das vestimentas e, tanto ele quanto a sua família, acabaram seus dias com lepra terminal (IIRs 5:20-27). Por outro lado, Moisés rejeitou os prazeres e as riquezas do Egito preferindo o povo de Deus, e ele foi recompensado com o cargo mais alto e a carreira mais ilustre em Israel (Hb 11:24-29), e apareceu em um estado glorificado com Elias no monte da transfiguração (Mt 17:1-3).

O homem que se mata de tanto trabalhar para progredir, raramente desfruta das riquezas que ajuntou, pois ele não tem tempo para relaxar e desfrutar delas, e logo se vai. Ao ouvir do aumento do seu patrimônio ele descobre que não está contente e quer mais (Ec 5:10). Mas um homem justo nem ao menos quer correr o risco de riquezas e, por isto, ele ora por uma renda modesta e bens ao invés de riqueza, e se alegra com o resultado (Pv 30:7-9).

Um homem justo pode não ver a sua recompensa logo, logo, pois semear é um termo tirado da lavoura, quando os homens esperavam muitas semanas e até meses para a recompensa da colheita. A exortação é para que nunca desfaleçamos! “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. ” (Gl 6:9). Crês tu isto, caro leitor?

A recompensa certamente virá para os justos! Semeie fielmente em justiça e colherás a recompensa quando menos você espera (Gl 6:7; Sl 58:11). A piedade traz consigo a promessa de vida atual aqui e na que há de vir (ITm 4:8).

Comente pelo Facebook

comentários