fbpx
33 C
Porto Velho
domingo, 05 julho 2020, 15:47
Site de apostas
Site de apostas

Mais de 200 pessoas participam do Simpósio sobre Cidadania e Diversidade Sexual em Ariquemes

Mais de 200 pessoas participaram do Seminário Cidadania e Diversidade Sexual realizado na sexta-feira, dia 17 de fevereiro, no auditório da Promotoria de Justiça de Ariquemes. Promovido pela 1ª Promotoria de Justiça de Ariquemes (Curadoria da Cidadania e dos Direitos Humanos), o evento teve como objetivo promover um amplo debate com a sociedade, visando combater a violência decorrente de preconceito/discriminação, suscitando a conscientização social de modo geral.




Compuseram a mesa de honra do evento, a diretora do Centro de Apoio Operacional da Cidadania (CAOP-Cidadania), Priscila Matzenbacher Tibes Machado; a diretora do Centro de Apoio Operacional da Probidade Administrativa (CAOP-PPA), Promotora de Justiça Joice Gushi Mota Azevedo; a presidente da Comissão de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Rondônia, Marília Lisboa Benincasa; o coordenador Estadual de Politica de Direitos Humanos do Governo do Estado, Máximo Araújo de Mesquita; o vereador Nairton da Saúde e representantes de movimentos sociais.

O Simpósio teve como palestrante o professor o Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Rondônia (Unir) e professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Mato Grosso (PPGAS/UFMT), Estevão Rafael Fernandes, graduado em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília (2002), Mestre em Antropologia pela Universidade de Brasília (2005) e Doutor em Ciências Sociais (Estudos Comparados sobre as Américas) pela Universidade de Brasília (2015).

O evento integra o projeto Igualdade, desenvolvido pelo Centro de Apoio Operacional da Cidadania (CAOP-Cidadania), o qual busca estabelecer uma política institucional de combate à discriminação e ao preconceito de qualquer natureza, bem como promover auxílio aos órgãos de execução nas questões afetas à violação dos direitos humanos decorrentes destes preconceitos.

Fonte: Assessoria 

Últimas notícias: