fbpx
27 C
Porto Velho
domingo, 20 outubro 2019, 15:45
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

QUANDO A BANDA PODRE DE UMA CATEGORIA TRABALHA EM PROL DO CRIME…

Coluna Opinião de Primeira, Por Sérgio Pires – Ora, alguma coisa muito podre estava exalando dos presídios rondonienses. Não é possível que tenham havido tantas fugas; tantos celulares e armas tenham entrado ilegalmente nas cadeias; tantos bandidos que deveriam estar presos, fossem para as ruas para continuar atacando a população de bem, sem que algo ruim estivesse ocorrendo. Havia suspeitas fortes de ações de uma organização criminosa, formada não só por presidiários e seus parceiros, como por gente que deveria impedi-los de agir. Há cerca de dois anos, começou uma profunda investigação, principalmente via serviços de inteligência da Polícia Civil. O que foi descoberto foi de apavorar. Na madrugada dessa quinta, o esquema criminoso começou a ser desbaratado. Presidiários, advogados de presos, agentes penitenciários (mais de uma dezena deles foi pega pela Operação Meganhe) e outros suspeitos, caíram nas malhas de uma ação que envolveu mais de 200 policiais civis, comandados por 20 delegados. Pura podridão. Pura sacanagem contra a população. Puro envolvimento de gente que deveria cuidar dos rondonienses de bem e protegê-los de criminosos, mas que, usando de sua função pública, paga com dinheiro público, se aliou ao banditismo. Os agentes penitenciários, que tanto lutaram para conquistar seus postos e que, em sua grande maioria são gente decente, têm que exigir a expulsão, de seus quadros, desses criminosos que se fantasiaram de autoridades de presídios, para se aliar ao crime organizado. Não é mais possível que a população conviva com tanta violência, falta de segurança, assaltos, roubos, furtos, enquanto muitos desses crimes sejam orientados de dentro das cadeias, com a conivência de quem é pago para protegê-la.

Há que se destacar, nesse contexto, o trabalho da polícia rondoniense. Com muitas deficiências, enfrentando dificuldades, sempre ganhando menos do que merecem, os policiais estão ativos e atentos, fazendo um belo trabalho em defesa da sociedade. Merecem ser destacados e elogiados. O elogio se estende ao Governo, que combate ferozmente atos de corrupção e sacanagem. Claro que essa ação isolada não vai resolver todos os problemas. Mas, controlar os presídios e fazer uma “limpeza” neles, já é um bom começo.

O MP E O CASO ARIQUEMES

O Ministério Público do Estado precisa vir à público para explicar, claramente, o que aconteceu na divulgação de uma notícia (falsa), de que o prefeito de Ariquemes, Thiago Flores, teria decidido voltar atrás na proibição de livros escolares, com ensinamentos sobre sexo e homossexualidade para crianças, nas escolas da sua cidade. O MP distribuiu notícia anunciando que Thiago, “espontaneamente”, teria recuado na decisão. Momentos depois, num vídeo postado nas redes sociais, direto de Brasília, onde estava, o próprio Prefeito desmentiu a informação. Disse que, ao menos até aquele momento, não havia qualquer mudança na posição oficial que tomara. “Não há por parte da Prefeitura, especialmente quanto a esses livros didáticos, nenhum comando dizendo para entregar os livros escolares. Não entendo os motivos dessa nota”, afirmou. O MP, sempre cuidadoso em suas posições, certamente vai explicar corretamente o que ocorreu, para a divulgação de uma nota como essa.
CORRENDO ATRÁS DA GRANA

Hildon Chaves até pode ser midiático, mas há que se reconhecer que dá um duro tremendo, na busca de recursos para sua Capital. Nessa semana, ele voltou de Brasília com as assinaturas dos três senadores e dos oito deputados federais, destinando nada menos do que 132 milhões de reais para obras de asfaltamento em Porto Velho. O tucano está se dando bem nas relações políticas. Tem jogo de cintura, sabe se posicionar e, ao menos até agora, tem conquistado o apoio vital dos membros da bancada federal, que é quem podem conseguir os recursos necessários, dos cofres federais, para ao menos amenizar a situação de uma cidade suja, feia, semiabandonada, que tem uma infraestrutura pra lá de deficiente. Hildon também tem feito uma parceria importante com o governo Confúcio Moura, que, aliás, já está atuando, via DER, em várias obras da cidade.

CADÊ OS CHEFÕES?

José Dirceu está preso e já tem duas condenações. O “Italiano”, Antônio Palocci também está preso. Todos os responsáveis pelo dinheiro angariado pelo PT, os tesoureiros, nas campanhas eleitorais, estão sendo processados ou presos. Dezenas de petistas e aliados de todos os calibres estão enrolados em falcatruas e corrupção de todos os tamanhos. O PMDB também está enterrado até o pescoço, principalmente o do Rio de Janeiro, onde o ex governador Sérgio Cabral transformou o próprio Palácio num antro de roubalheira e ataque aos cofres públicos. A Petrobras foi quase destruída. O BNDE já está mostrando o quanto os governos de Lula e Dilma fizeram contra o país, beneficiando aliados ideológicos da América Latina, incluindo o governo putrefato da Venezuela. Políticos de todos os partidos e de todos os calibres estão sendo acusados, denunciados, presos, assim como empresários, que se transformaram em bilionários através dos seus atos como corruptores. Não está na hora de a Justiça começar a apontar para cima? Por exemplo: quando os chefões dessa quadrilha que dilacerou o país, irão para a cadeia?

OUTRO PROFESSOR APANHA

A cena registrada na Escola Jânio Quadros, na Capital, dia desses, é semelhante ao que ocorre em escolas de todo o país, todos os dias. Uma menina de 14 anos, revoltada com uma colega que jogou uma caneta contra ela, no meio da aula, levantou e partiu para agressão. O professor, que tentou interferir, apanhou também. Só faltou os pais da garota irem à Delegacia para denunciar o professor, por não ter apanhado o suficiente. E calado. Fizeram isso, com nossos jovens, os governos idiotizados por sua nefasta ideologia. Eles não respeitam seus pais, quem dirá os professores ou qualquer autoridade. Consideram-se acima da lei (e o são!), avisando, quando contestados: “sou dimenor!”, sabendo-se completamente impunes. Quando saem às ruas, achando-se acima de tudo e todos, porque assim são ensinados pelas leis vergonhosas e canalhas, crianças e jovens imaginam que serão protegidos por serem “dimenor”!. Quando confrontados com a polícia, por exemplo, muitos deles reagem, atacam e até atiram contra os policiais. Acham que estão certos. E morrem . Daí, vê-se as estatísticas como elas são. Uma vergonha para o Brasil, uma tragédia para milhares de famílias. De quem é a culpa? Ora, todos sabemos a resposta!

MARCELO E SEU FUTURO

Polêmico, um dos poucos reeleitos na atual legislatura, mesmo depois de ter sido preso (até hoje as acusações contra ele jamais foram esclarecidas), Marcelo Reis é um dos vereadores mais atuantes da Câmara de Porto Velho. Com uma carreira que se desenhava cheia de avanços, ele acabou tendo graves prejuízos depois da prisão, junto com outros colegas de vereança. Como ele pretende superar isso tudo e voltar a ser um nome de proa na política da Capital; seus planos para o futuro; sua relação com o governo do prefeito Hildon Chaves e muitos outros assuntos serão abordados num bate papo com Sérgio Pires. Marcelo fala sobre tudo isso e muito mais, no programa Direto ao Ponto. A atração vai ao ar nesse sábado, dia 11, a partir das 10h30 da manhã, na Record News Rondônia/Record TV. Também pode ser acompanhado pela SKY, no Canal 58 e pela TV a Cabo, Canal 17, no mesmo horário.

PERGUNTINHA

Com o governo sem rumo; com o Congresso engessado e morrendo de medo da Operação Lava Jato e outras que virão por aí, será que, em breve, seremos governados pelo Ministério Público e pelo Judiciário?

Últimas notícias: