Rondônia - 20 de julho de 2017
Home / Notícias / Religião / Estudos de Provérbios / Provérbios 11:23 – O desejo dos justos é somente o bem, mas a esperança dos ímpios é a ira.

Provérbios 11:23 – O desejo dos justos é somente o bem, mas a esperança dos ímpios é a ira.

Qual é o seu futuro? De que forma as coisas terminarão para você e para a sua família? Você deseja um vislumbre dos dias à frente? O provérbio é verdadeiro. Conte com isto. Espere isto. Um homem justo realizará somente o que é bom, tendo em vista o resultado final dos seus desejos, pois tanto Deus quanto os homens o favorecerão e o abençoarão. Mas o homem perverso, não importa o que ele deseja, pois receberá somente a ira.

O desejo do justo deveria ser comparado com a expectativa do perverso. Como é feito com vários provérbios de Salomão, o paralelismo entre as duas cláusulas lançam luz sobre os dois. Os ímpios, ativamente e conscientemente, não esperam a ira; eles esperam sim a realização dos seus sonhos e viverem a boa vida. Portanto, o desejo do justo e a expectação do ímpio é o efeito, o resultado final, ou a conclusão das suas vidas.

Este uso das palavras é chamado de metonímia, uma figura de linguagem onde a palavra relacionada é substituída e aumenta a beleza e a força, e no caso de provérbios, para criar um mistério. Desejo aqui é uma metonímia para o efeito, o futuro, ou os resultados da vida justa de um homem justo. Esperança aqui é uma metonímia para o efeito, o futuro, ou os resultados da vida de um homem perverso.

O homem justo deseja as coisas boas para os outros e para si mesmo, coisas estas que o perverso nem consegue conhecer. Mas a lição não é a maneira pela qual os homens desejam coisas diferentes – a lição é o que os homens justos recebem em contraste com o que os homens perversos recebem. Um homem justo deseja uma vida abençoada e a obtém! O homem perverso deseja uma vida abençoada e, ao invés disto, ele consegue um julgamento.

Salomão descreveu a expectativa do ímpio em outra passagem. “Morrendo o homem ímpio, perece a sua expectação, e a esperança da iniqüidade perde-se.” (Pv 11:7). “Morrendo o homem ímpio, perece a sua expectação, e a esperança da iniqüidade perde-se.” (Pv 10:28). O futuro do justo será abençoado; o futuro do ímpio será amaldiçoado.

Um homem justo se alegra no Senhor, e Deus lhe dá os desejos do seu coração (Sl 37:4). Ele anda retamente, zelosamente praticando a vontade de Deus em todos os tempos, e Deus não retém qualquer bem dele (Sl 84:11). Ele vive uma vida piedosa, desejando e confiando em Deus para que Ele tenha misericórdia dele e abençoe os seus esforços. Deus e os homens favorecem a causa de tais homens, e eles colhem resultados que são bons não só para esta vida como na vida por vir.

Um homem ímpio pensa que vai viver indefinidamente e ele busca os seus objetivos sem qualquer consideração para com Deus, confiante em si mesmo e nas promessas do mundo. Ele fica chocado com as dificuldades que enfrenta na vida, e então morre para descobrir que as suas esperanças viraram de cabeça para baixo. Ele não pode levar nada consigo, e então descobre que Deus está com raiva dele por toda a eternidade (Ap 20:11-15).

Comente pelo Facebook

comentários