Rondônia - 20 de setembro de 2017
Home / Notícias / Mundo / Vídeo de crianças em dança inapropriada é cubano, não brasileiro

Vídeo de crianças em dança inapropriada é cubano, não brasileiro

Circula no Facebook desde a semana passada um vídeo que supostamente mostra crianças brasileiras uniformizadas dançando funk dentro de uma escola. A coreografia e a letra da música, nada infantis, geraram uma súbita polêmica na rede social, acompanhada de pedidos por ações do governo e da Polícia Federal, entre outros, para encontrar o colégio e punir os responsáveis por ele.

“Meu Deus! Olha o que essa ESCOLA ensina as crianças! Vamos compartilhar até que as autoridades tomem providências”, escreveu Sônia Almeida, autora da publicação, visualizada até agora por cerca de 765.000 usuários do Facebook e compartilhada outras 18.000 vezes só na rede social.

Embora as imagens mostrem, efetivamente, crianças executando uma coreografia (no mínimo) nada apropriada a elas, o vídeo não foi feito no Brasil, mas na cidade de Esmeralda, em Cuba, e a música que os pequenos dançam não é um funk, mas um reggaeton, ritmo caribenho.

A trilha sonora cujo refrão é “novinha, deixe de marra, que eu sei que tu vai gostar, vem cá, deixa eu penetrar…” foi incluída no vídeo por meio de uma simples edição, apenas para enganar e indignar brasileiros.

Segundo o portal cubano Martí Notícias, as imagens foram publicadas originalmente em abril de 2016 no perfil no Facebook de Jorge Luis Pérez Paz, pai do garoto que aparece no vídeo (veja abaixo).

Diante da repercussão negativa da publicação, segundo o portal, Pérez Paz excluiu a postagem da rede social, mas as imagens acabaram replicadas no YouTube, de onde foram retiradas e utilizadas na “versão brasileira”.

Fonte: Vejaabril

Comente pelo Facebook

comentários