Rondônia - 18 de dezembro de 2017
Home / Notícias / Religião / Estudos de Provérbios / Provérbios 5:16 – Derramar-se-iam por fora as tuas fontes, e, pelas praças, os ribeiros de águas?

Provérbios 5:16 – Derramar-se-iam por fora as tuas fontes, e, pelas praças, os ribeiros de águas?

Fornicação (toda relação sexual ilícita) e adultério são desejos sexuais poderosos. A solução para estas tentações é a de considerar a bênção de filhos legítimos. A mulher estranha é uma inimiga perigosa. Jovens devem ser bem ensinados a glória de ter uma grande e piedosa família do honrado prazer com sua frutífera mulher. O sábio Pregador aqui nos ensina outra boa lição contra o pecado sexual. Que cada homem preste atenção, e que cada mulher aprenda a sabedoria.

 

O quinto capítulo de Provérbios diz respeito à mulher estranha – qualquer outra mulher que não aquela com quem o homem está casado. Salomão avisou a respeito da grande tentação que ela cria (Pv 5:1-2, 6-8 e 20). E ele descreve as horríveis consequências de se envolver com ela (Pv 5:4-5, 9-14 e 21-23). Temos aqui um pai perfeito advertindo o seu filho a respeito da maior armadilha da vida. Pois a amargura do absinto e o fio de uma espada de dois gumes são difíceis de descrever

 

Ele suscita vários argumentos práticos contra o pecado. Ele fala claramente a respeito da dor amarga, da morte e o inferno que ela traz consigo (Pv 5:4-5). Ele adverte que ela destruirá a sua reputação (Pv 5:9), e devora seus recursos (Pv 5:10). Ele adverte a respeito da dor de uma consciência violada (Pv 5:11-14). Ele recomenda a lealdade para com a sua legítima mulher (Pv 5:15), e a santa fascinação com o seu corpo e a sua maneira de fazer amor (Pv 5:19-20). Ele avisa a respeito do julgamento de Deus pelos seus pecados sexuais (Pv 5:21), e da natureza viciadora das liberdades sexuais (Pv 5:22-23). Temos aqui uma excelente e prática sabedoria!

 

Desfrutar sexualmente de sua esposa é uma das maiores dádivas que Deus deu ao homem. E é honrável (Hb 13:4), e o ato foi feito para ser realizado com frequência e sabedoria para o complete prazer dos dois (ICo 7:1-5), e é um grande recurso contra os desejos sexuais errantes (Pv 5:19-20). Este ato é descrito como o beber água da sua própria cisterna e poço (Pv 5:15), pois os homens devem satisfazer sua sede sexual e somente o das suas próprias esposas. Veja o comentário de Pv 5:15.

 

Mas o nosso provérbio contém vários outros argumentos contra a mulher estranha. O homem sábio considerará a bênção e a glória de ter uma grande e legítima família, onde a sua influência e prazer é realizada através de muitos filhos casando e tendo mais filhos próprios. Estes são as fontes e o riso, que o homem deve desejar e desfrutar. Pela prole legítima, o homem pode distribuir influência e glória fora de casa pelas ruas da sua cidade.

 

Filhos de relacionamentos pecaminosos não são assim. Os homens ficam envergonhados de admitir os seus próprios filhos ilegítimos. Eles são a lembrança perpétua da vergonha. Jefté é um exemplo perfeito disto (Jz 11:1-2). Até o nosso Pai celestial fala deles com desprezo (Hb 12:5-8). Enquanto um homem pode amar uma criança nascida fora do casamento, os problemas e as dificuldades são grandes. O exemplo de Isaque e de Ismael comprova isto claramente, mesmo tendo Abraão ”casado” com Agar.

 

Salomão continua falando deste assunto com mais este argumento contra a mulher estranha, em três versículos do capítulo 15 (Pv 5:16-18). Um homem deve se alegrar no uso natural de sua esposa; ele deve desejar a desfrutar da sua concepção, gravidez e parto; ele deve regozijar pelo fato de sua mulher ser a mãe de muitos filhos. Temos aqui algo que a mulher estranha não pode oferecer – a criação de uma legítima e piedosa família para a glória de Deus e o prazer de dois pais santos.

 

As fontes de um homem são os seus filhos, que reúnem condições de terem mais filhos também, levando o seu nome e caráter. Jacó, ou Israel, foi uma fonte – ele teve doze filhos (Dt 33:28)! E Judá foi um dos rios de águas – pois ele se desenvolveu em uma grande nação (Is 48:1)! A nação de Israel foi a fonte de Israel, ou Jacó (Sl 68:26)! Para uma metáfora elegante e modesta do grande aumento de Israel, veja também: (Nm 24:7)!

 

A fonte particular de um homem é a sua única mulher, que está claramente confirmado em nosso contexto. Nós lemos, “Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade,” (Pv 5:18). E essa mulher é capaz de lhe dar as fontes adicionais do nosso provérbio, os filhos que em seus turnos podem aumentar a sua influência na cidade e em toda a terra. Uma situação abençoada é ter muitos filhos e filhas dos seus lombos brincando nas ruas (Zc 8:5)!

 

Filhos, e um grande número deles, são uma bênção de Deus. “Herança do Senhor são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão. Como flechas na mão do guerreiro, assim os filhos da mocidade. Feliz o homem que enche deles a sua aljava; não será envergonhado, quando pleitear com os inimigos à porta.” (Sl 127:3-5).

 

Uma esposa frutífera é uma fonte que jorra, e uma vinha que produz frutos é uma bênção de Deus. “Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa. Eis como será abençoado o homem que teme ao Senhor! O Senhor te abençoe desde Sião, para que vejas a prosperidade de Jerusalém durante os dias de tua vida, vejas os filhos de teus filhos. Paz sobre Israel!” (Sl 128:3-6).

 

Jovens devem ser ensinados a glória de uma mulher grávida e de uma mãe amamentando. A concepção deve ser louvada; a gravidez desfrutada; o nascimento celebrado; a amamentação exaltada; e os filhos altamente estimados. A presente geração é perversa, pois a gravidez é evitada a todo o custo; considera-se como sendo um fardo e juízo quando ocorre. Deus proíba tal tolice! Que os justos aumentem a taxa de natalidade e aumentem nesta geração perversa!

 

Se um homem assumisse seriamente esta grande bênção, ele teria pouco desejo por uma mulher estranha, que não lhe pode dar estes grandes prazeres com Deus e as bênçãos e paz dos homens. Pois a prostituta precisa evitar a concepção ou nascimento para esconder o seu pecado, e os filhos ilegítimos são um problema perpétuo para ela ao invés de ser um prazer produtivo. A prostituição não traz aumento (Os 4:10). Que cada jovem odeie a tolice que pode roubar o seu aumento de filhos.

 

O Senhor Jesus Cristo se casou com a Sua noiva, a igreja. Ele buscou a semente piedosa (Rm 8:29). Nós somos a Sua fonte, Sua numerosa geração (Hb 2:13). Nós somos por sinais e maravilhas em Israel, para a glória da Sua graça (Is 8:18). Ele viu a Sua semente e prolongou os Seus dias (Is 53:10). Filhos Seus, louvai-O! Dê glória a Deus através de Jesus Cristo! É pelo cuidadoso cultivo de nossos relacionamentos na família de Deus que podemos produzir mais aumentos, pela bênção Dele (Cl 2:19; Ef 4:15-16). Os filhos de Deus, os cidadãos de Sião, a esposa de Cristo, devem ter uma influência em nossas cidades e no nosso mundo para a glória do nosso Marido (Ml 2:15; Mt 5:13-16). Abençoado Pai, ajude-nos a preencher este chamado privilegiado como seus filhos e espalhar o conhecimento de ti por toda a terra.

Comente pelo Facebook

comentários