Rondônia - 19 de agosto de 2017
Home / Notícias / Brasil / Trabalhadores deixaram R$ 4,9 bi nas contas inativas

Trabalhadores deixaram R$ 4,9 bi nas contas inativas

Cerca de 4,9 bilhões de reais que poderiam ter sido sacados das contas inativas do FGTS não foram movimentados, segundo o último balanço divulgado pela Caixa nesta segunda feira. O montante corresponde a 12% do que estava disponível aos trabalhadores em contas que não eram movimentadas desde o fim de 2015. Foram sacados até o dia 31 de julho 44 bilhões de reais, de acordo com os cálculos do banco.

O dinheiro das contas inativas ficou disponível desde março deste ano e, neste período, 25,9 milhões de pessoas retiraram os valores – a última estimativa era de que 32,7 milhões teriam direito.

A principal forma de receber os recursos foi nas agências, que concentraram 47,4% dos atendimentos. O alto fluxo pessoas ao longo das etapas de liberações fez o banco estabelecer horários especiais, inclusive com abertura de agências aos sábados, para atender o aumento de demanda no início de cada etapa de liberação.

Era também possível receber os recursos através do crédito em conta, modalidade utilizada em 34% dos casos, através de correspondentes bancários da Caixa (11,5%) e no autoatendimento (7,1%)

Os recursos que não foram sacadas permanecem nas contas do FGTS, mas agora só poderão ser acessados em casos especiais como aposentadoria, compra de imóvel, mais de três anos de trabalho sem carteira, entre outros.

Quem estava detido ou com enfermidade que impedia de ir aos locais de atendimento entre os dias 10 e 31 de julho ainda sacar o dinheiro. É preciso levar o comprovante da situação às agências até o dia 31 de dezembro de 2018.

Fonte:Veja

Comente pelo Facebook

comentários