Rondônia - 18 de novembro de 2017
Home / Notícias / Brasil / Preços do arroz e feijão caem 26,78% nos últimos 12 meses

Preços do arroz e feijão caem 26,78% nos últimos 12 meses

A dobradinha preferida da mesa brasileira — o arroz e o feijão — já acumula uma queda de preços de 26,78%, no últimos 12 meses, segundo Índice Geral de Preços -10 (IPC-10), apurado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A boa safra do ano contribuiu para derrubar o custo do feijão carioquinha em 52,72%, entre 10 de agosto do ano passado e o mesmo período de 2017. Já o feijão preto, o mais consumido no Rio,caiu 26,97%, e em alguns supermercados já pode ser encontrado a R$ 3,45, o quilo. A queda do arroz foi um pouco mais tímida, acumulando 4,15%, de acordo com a FGV.

— A agricultura está sendo uma bela aliada da inflação. Os gêneros alimentícios, que representam cerca de 15% dos gastos da família, já caíram 2% em 12 meses. No mesmo período do ano passado, tínhamos um aumento da ordem de 13%. Sem dúvida, é um alívio para o bolso do consumidor — observa André Braz, economista da FGV.

Para a categoria de gêneros alimentícios apresentar essa queda, outros produtos, além do arroz e do feijão, também puxaram o índice para baixo como: a carne com queda de 2,96% no ano; o frango inteiro que caiu 6,67% e o açúcar com 8, 12%, segundo o IPC-10.

— O feijão de primeira linha chegou a R$ 10 ou R$ 11, o quilo, no ano passado. Agora você já encontra a R$ 3 ou R$ 4. A crise, o desemprego e a queda na renda contribuem para redução do consumo e a mudança de hábitos, o que também puxa o preço para baixo — avalia Marcos Quintarelli, especialista em varejo.

Fonte:Extra Globo

Comente pelo Facebook

comentários