fbpx
31 C
Porto Velho
sábado, 30 maio 2020, 12:54
Site de apostas
Site de apostas
Site de apostas

Projetos da Anater garantem recursos para produtores do Rio grande do Sul

A Anater firmou uma parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul (Emater-RS), na manhã deste domingo (27/08), no Espaço da Emater/RS-Ascar, na Expointer, feira de agropecuária realizada em Esteio, na Região Metropolitana de Porto Alegre. A parceria vai garantir recursos da ordem de R$ 25,9 milhões para auxiliar produtores rurais do estado gaúcho.

O primeiro acordo, no valor total de R$ 6,7 milhões, é referente ao Projeto Piloto da Anater, que vai beneficiar famílias de povos e comunidades tradicionais em situação de extrema pobreza do Rio Grande do Sul. Até 2020, 1500 famílias de indígenas, quilombolas e pescadores artesanais que vivem em 66 municípios gaúchos receberão assistência técnica e extensão rural, através do projeto. O segundo foi um protocolo de intenções do Projeto Mais Gestão, no valor de R$ 19,2 milhões, destinado ao atendimento de 124 cooperativas, beneficiando mais de 20 mil famílias no estado.

O presidente da Anater, Valmisoney Moreira Jardim, explica que já foi realizado o primeiro aporte de recursos pelo Projeto Piloto. “O trabalho da Emater com a agricultura familiar é muito forte no Rio Grande do Sul e denota a importância do trabalho da extensão rural para qualificar a atividade. A verba viabilizada pelos projetos não vai solucionar todas as dificuldades do setor, mas representa o início de uma nova fase para a Ater no Estado, assim como está sendo para todo o País, através das ações da Anater, cujo objetivo é promover a melhoria dosaportes de recursos, resultando na prestação de serviços com maior abrangência e mais qualidade”, observa.

Com o Projeto Piloto da Anater, a Emater vai assessorar 860 famílias indígenas, 463 famílias quilombolas e 177 famílias de pescadores artesanais que têm renda de até R$ 85 por mês e tenham Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP). O projeto contará com investimentos de R$ 4,6 mil, além de R$ 2,1 milhões de contrapartida, entre agosto de 2017 e abril de 2020, em atividades como de acompanhamento e orientação técnica à elaboração de diagnóstico e projeto produtivo e capacitações técnicas, sociais e produtivas.

Já o Projeto Mais Gestão prevê o atendimento gerencial voltado para qualificação da gestão dos empreendimentos da Agricultura Familiar, com foco no mercado. “O agricultor produz alimentos de alta qualidade, mas o mercado precisa de regularidade e garantia de entrega e as cooperativas são importantes para organizar a produção e comercialização. E a Emater possuí profissionais qualificados para auxiliar na organização e gestão das cooperativas”, destacou o presidente da Emater/RS, Clair Kuhn.

Últimas notícias: