Rondônia - 18 de novembro de 2017
Home / Notícias / Norte / Rondônia / Rondônia – Após ter vídeo íntimo divulgado jovem se muda

Rondônia – Após ter vídeo íntimo divulgado jovem se muda

A jovem de 18 anos, que teve um vídeo íntimo divulgado em Vilhena, decidiu ir embora do Estado devido estar sendo vítima de piadas e assédio.

Segundo a jovem, o vídeo foi gravado sem sua autorização e a mesma não se lembra dos atos sexuais.

A vítima relatou ainda, que na noite dos fatos, ingeriu bebida alcoólica com amigos em uma lanchonete e quando decidiu ir embora, foi abordada por dois homens, que lhe ofereceram carona e ela aceitou.

“Minha última lembrança foi no estacionamento. Depois disso me deu um branco. Acordei mal, fui trabalhar, mas como não estava bem, me levaram para o hospital. No outro dia, uma amiga mandou mensagem perguntando se eu estava bem, que estava preocupada comigo, pois ela havia visto as imagens. Eu não acreditei e ela mandou uma foto para mim. Eu nem sabia que aquilo tinha acontecido”, relatou.

Ainda segundo a jovem, quando as fotos e o vídeo foram divulgados no aplicativo Whatsapp, ela começou a receber mensagens e solicitações de amizade em sua rede social.

“Eu fiquei em choque. Não conseguia parar de chorar. Não me recordo de absolutamente nada do acontecido. O que eles fizeram, eu não desejaria nem para o meu pior inimigo. É como se minha vida tivesse acabado, depois do que aconteceu”, lamentou.

Após a divulgação das imagens, um boletim de ocorrência foi registrado e a vítima passou por exames de corpo de delito. “Minha vontade mesmo era de morrer, porque na hora veio a minha família toda na minha cabeça; todo mundo vendo aquilo. Quando eu saí na rua, fiquei com medo. É muito estranho as pessoas me olhando; parece que todos sabem, que todo mundo me viu”, desabafou.

A garota, que pediu demissão do emprego, e agora reside em uma cidade do Mato Grosso,
afirma que ainda não sabe se retornará para Vilhena e espera que os suspeitos sejam punidos.

“Quero dizer a todos que me julgam mal, que ninguém sabe o que ocorreu no dia, então ninguém pode opinar, nem julgar”, concluiu.

Fonte:G1 RO

Comente pelo Facebook

comentários