Rondônia - 18 de novembro de 2017
Home / Notícias / destaque / Maurão discute na Fecomércio ajustes que garantam funcionamento de lojas e shoppings em feriados

Maurão discute na Fecomércio ajustes que garantam funcionamento de lojas e shoppings em feriados

Uma reunião na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Rondônia (Fecomércio), em Porto Velho, discutiu a necessidade de ajustes na Convenção Coletiva de Trabalho, para garantir que lojas de departamento e shoppings possam abrir suas portas ao público em feriados e finais de semana. A discussão ocorre, após lojas em Cacoal terem sido impedidas de abrir no feriado de 7 de Setembro último.

“Rondônia cresceu, as cidades estão maiores e a nossa economia em franca expansão, está garantindo o poder de compra das famílias. Uma loja ou shopping fechados, é prejuízo para quem compra, para quem vende, para o Estado e municípios que perdem receita e também para os trabalhadores, que deixam de ganhar um extra nas vendas”, explicou Maurão.

O parlamentar defende que seja encontrada uma saída, através do diálogo, para que novos episódios de fechamento de lojas não venham se repetir. “É preciso ajustes, modernização na lei e garantia de empregos formais e renda para os trabalhadores, sem deixar de atender a população, que quer ter acesso aos serviços”, completou.

Do encontro participaram o presidente da Fecomércio, Raniery Coelho, o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia (Facer), Gerson Zanato, o vice-prefeito de Cacoal, Elcirone Deiró (PP), o vereador Jabá Moreira (PRP) e o vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Cacoal (Acic), Gustavo Reis.

“Estamos em conjunto com as demais entidades, abrindo um espaço de diálogo para encaminharmos um acordo com o Sindicato dos Trabalhadores, que atenda aos anseios de todos: empresas, trabalhadores e a sociedade”, observou Raniery.

Já Zanato lembrou que as legislações municipais sobre feriados precisam ser adequadas à nova realidade de Rondônia. “Uma cidade com força comercial, com lojas de departamento e shopping, como é Cacoal, não pode ter uma lei que impeça o funcionamento dessas empresas nos feriados, pois é nesses dias que o fluxo de pessoas nesses locais acaba sendo maior e todos saem ganhando”.

Autor / Fonte: Eranildo Costa Luna

Comente pelo Facebook

comentários