Rondônia - 19 de novembro de 2017
Home / Notícias / Destaque / Rondônia apresenta suas potencialidades ao mundo durante a Amazon Bonn

Rondônia apresenta suas potencialidades ao mundo durante a Amazon Bonn

O governo de Rondônia vai aproveitar a Amazon-Bonn, evento que faz parte da Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP-23), na Alemanha, para apresentar com clareza que é um estado rico, com características pouco conhecidas no mundo e comprometido com a sustentabilidade.

O evento Amazon Bonn foi aberto na terça-feira (14), no Museu de Arte Moderna de Bonn, onde foi montada uma estrutura para que os estados da Amazônia Legal se apresentem para lideranças mundiais de vários segmentos.

Daniel Pereira, vice-governador do estado, Vilson Sales, secretário de Estado do Desenvolvimento Ambiental e Cira Mora, secretária executiva do gabinete do governador Confúcio Moura, representam Rondônia no evento.

A COP 23, que iniciou no dia 6 deste mês, reúne países para discutir a viabilização do Acordo de Paris e os compromissos para reduzir impactos das mudanças climáticas. O evento Amazon-Bonn é um espaço aberto na COP 23 para que os estados amazônicos apresentem suas potencialidades.

Como parte da Amazônia Legal, Rondônia será apresentado como estado cuja riqueza vem da produção de alimentos, mas com outras vertentes que interessam ao mercado internacional, como madeira e minérios.

Segundo Domingues Júnior, superintendente estadual de Comunicação, há um grande desafio a ser superado em Bonn. “Vamos revelar a verdadeira Amazônia para um mundo que pensa que nos conhece”, argumenta.

Reunidos em Rio Branco (AC), em outubro deste ano, os governadores dos nove estados que compõem a Amazônia Legal (Rondônia, Acre, Amazonas, Pará, Roraima, Amapá, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão) concordaram que a região deve ser valorizada, também, internacionalmente pelos serviços ambientais que presta.

Eles também admitiram que a Amazônia é vista no mundo como uma unidade, embora seja constituída de estados com diversidades que devem ser mais divulgadas.

“Somos muitos num só. Temos estados muito diferentes um do outro, mas, com riquezas que precisam ser difundidas”, acentua Domingues Júnior.

O governador de Rondônia, Confúcio Moura pondera que a caminhada que levará ao reconhecimento da região encontra suporte relevante na formalização do consórcio Interestadual da Amazônia Legal, que está em fase final.

“Somos nove estados, 25 milhões de habitantes, um território gigantesco. E pouco reconhecimento”, diz o governador. Apesar da grandeza, o governador aponta grandes obstáculos a serem superados: “A Amazônia é grande e submissa. Grande e sem força”.

Confúcio Moura vê o momento oferecido aos estado amazônicos na COP 23 como ocasião propícia para que a região se firme com todo seu potencial. Segundo ele, o mundo inteiro usa a Amazônia como tema de discursos, mas não conhece os esforços que são feitos em favor da preservação e o custo que isto representa.

Outra tarefa que a delegação em Bonn terá é agradecer ao governo alemão pelos investimentos feitos em Rondônia. “Estes recursos têm sido importantes para o desenvolvimento de nossas políticas públicas”, explica o coronel Vilson Sales, secretário estadual do desenvolvimento ambiental.

Diante da preocupação dos mercados consumidores com a pauta ambiental, Rondônia pretende levar, segundo Sales, uma imagem positiva. “Vamos mostrar que temos produtos sustentáveis, como a soja, café, cacau, madeira e os minérios”, afirma o secretário.

Fonte:Decom

Comente pelo Facebook

comentários