Rondônia - 15 de dezembro de 2017
Home / Notícias / Esportes / Bolsa de R$ 610 beneficiará 30 atletas de Rondônia durante um ano

Bolsa de R$ 610 beneficiará 30 atletas de Rondônia durante um ano

Humberto Viana Silva, 60 anos, é atleta de atletismo há décadas. Foi campeão dos Jogos Universitários Brasileiros e campeão dos Jogos Intermunicipais de Rondônia (JIR). O inicio das atividades para ele, se deu no segundo grau e assim foi atleta representante do exército e da faculdade onde estudava educação física.

Hoje formado, Humberto treina os filhos Amando Viana e Guilherme Viana, todos adepto do atletismo. Os filhos de Humberto estão entre os 30 atletas que vão receber do Governo de Rondônia o valor de R$ 610,90. O recurso será destinado aos atletas por meio do Programa Bolsa Atleta, da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel). O benefício começará a ser pago em fevereiro de 2018.

A Bolsa é um auxílio que cada atleta vai usufruir durante um ano. Serão 12 parcelas para atletas residentes em Rondônia filiados às federações esportivas que tenham êxitos em competições oficiais e que tenham de 12 a 28 anos. Humberto é medalha de prata Sul-Americano Master de Atletismo no Chile, pela idade não pode receber a bolsa. Mas seus filhos que treinam com o pai na Escola Marcelo Cândia receberão.

“Já recebi apoio do Governo do Estado, assim como da Prefeitura de Porto Velho, e hoje ver meus filhos receber essa ajuda nós vamos poder adquirir equipamentos que muitas vezes nos faltaram”. Segundo Humberto, em determinado tempo, os próprios atletas tiveram que comprar equipamentos como dardo, sapatilha e utensílios que ajudam os atletas nas competições.

Guilherme Viana tem 15 anos e pratica o salto em altura. Em 2016, o atleta ficou em terceiro lugar nos Jogos Escolares da Juventude. No ano de 2017, o atleta quis apenas aperfeiçoar suas técnicas para as outras competições, o que trouxe pódio para as competições no campeonato de atletismo sub-16.

“Com as dificuldades financeiras teve muitas competições que não tivemos oportunidades de competir. Teve competições fora do estado que não tínhamos um tênis de qualidade ou uma sapatilha de qualidade” fala Guilherme. Para o atleta, a Bolsa no valor de mais de R$ 600 vai oportunizar competições que jamais pensaram em participar. “Esse incentivo é uma valorização do esporte que muitos atletas sonham”, aponta Guilherme.

Amando Viana já competiu em quatro campeonato de nível nacional. Assim como o irmão, ele também treina na Escola Marcelo Candia. Seu inicio no atletismo foi aos 11 anos de idade, hoje com 17 anos está no primeiro ano do ensino médio e pretende superar as competições que já teve.

“Vai melhorar muito essa Bolsa. Eu perdi muitas competições por falta de passagens ou por falta de uma alimentação adequada que nós atletas precisamos”. Na primeira competição de nível nacional, Amando saltou descalço e até hoje a cicatriz fica no pé e na cabeça ao lembrar que teve um baixo rendimento pela falta do equipamento adequado. “Agora não pretendo perder nenhuma competição e trazer pódio para o Estádio em todas as competições que participar”, pondera Amando.

Carlos Capistrano também é um dos atletas beneficiado pelo programa. O atleta que pratica Karatê a 14 anos é faixa preta, campeão brasileiro Regional, campeão brasileiro universitário e também vice-campeão brasileiro universitário, vários títulos estaduais e estudante de Educação Física na Universidade Federal de Rondônia (Unir).

Em um determinado ponto de envolvimento com o esporte e sem condições financeiras de participar das competições, ele teve que vender seu computador para poder participar de uma competição. Pois o equipamento que ele precisaria para competir estava fora do seu alcance financeiro. Segundo Carlos os equipamentos (kimono, protetor de canela, luvas, protetor bucal e um colete) custam cerca de 2 mil reais.

“Com a Bolsa Atleta irei ficar livre de algumas despesas”, fala Carlos. Assim como Amando Viana e Guilherme Viana, Carlos também teve que recorrer à ajuda financeiras dos pais e agora espera poder treinar e fortalecer ainda mais o esporte de Rondônia. Segundo Carlos “é tudo pelo esporte”.

Assim como Amando, Guilherme e Carlos, outros atletas estiveram presente nesta terça-feira (5), no Rondon Palace Hotel, para assinar o termo de adesão da Bolsa Atleta. Na solenidade, ginastas fizeram apresentação para as quase cem pessoas que prestigiavam o evento.

O Programa Bolsa Atleta de Rondônia foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Rondônia e publicado no Diário Oficial em setembro. O programa foi elaborado para beneficiar atletas e para-atletas de Rondônia. Criado pelo Governo Federal em 2015, o programa é o maior auxílio esportivo individual. As competições à bolsa foram indicadas pelas federações esportivas do Estado.

O superintendente Rodnei Antônio Paes afirma que a Bolsa atleta entra como suporte financeiro para que cada atleta possa está em competições fora do estado ou até mesmo em competições internacionais, levando a bandeira de Rondônia.

“Muitos atletas e profissionais da área desportiva sonharam com esse dia que só pode ser realizado com dedicação de cada atleta que demonstrou seu rendimento para nós e fez esse governo acreditar que é importante dar suporte para cada um que receber hoje essa bolsa”, ressalta Rodnei.

Atletas das modalidades de atletismo, basquetebol, ciclismo, ginástica, handebol, judô, karatê, natação, tênis de mesa, voleibol são os atletas que formam o primeiro grupo de beneficiados da Bolsa em Rondônia.

“Daqui há alguns dias vamos começar o desafio de alcançar mais atletas com essa Bolsa em diferentes áreas esportivas”, ressaltou o deputado Leo Moraes.

Fonte; Secom

Comente pelo Facebook

comentários