Rondônia - 21 de Abril de 2018
Home / Notícias / Esportes / São Paulo FC / Classificado, Jardine elogia “valores e virtudes” do Sub-20 – SPFC

Classificado, Jardine elogia “valores e virtudes” do Sub-20 – SPFC

Com chuva forte, campo com poças e apagão no Estádio Santa Cruz, o elenco Sub-20 do São Paulo teve que mostrar “valores e virtudes” para vencer a Chapecoense, na noite da última quinta-feira, dia 11 de janeiro. Com dois golaços de Toró, aos 19 e 26 minutos do segundo tempo, o Tricolor chega a terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, para enfrentar novamente o Botafogo/SP.

Ao término da partida, o técnico André Jardine analisou a partida e vibrou com a resposta de sua equipe em meio as dificuldades impostas pelo adversário, gramado encharcado e forte chuva no segundo tempo.

“O jogo com a Chape sempre é difícil. Eles enfrentam todos adversários igualmente nas competições nacionais. Com um gramado molhado, a dificuldade aumentou para quem propõe o jogo. A gente não se eximiu dessa responsabilidade, mesmo com o risco maior da bola parar numa poça a todo instante. Eles foram muito perigosos nos contra-ataques. Mas acho que hoje, o futebol premiou quem teve mais coragem e saiu mais para o jogo, quem foi mais determinada. Fico satisfeito quando minha equipe tem esses valores e virtudes, porque exigiu demais isso”, comemorou.

Com a classificação para a terceira fase, o São Paulo reencontrará o Botafogo/SP, time que jogou contra na fase de grupos e venceu por 4 a 0. Apesar da goleada na primeira fase, Jardine rechaça a ideia de que será um jogo fácil.

“Mais um jogo difícil. O primeiro jogo não reflete o real potencial do adversário. A gente teve muita felicidade nos gols e nas oportunidades que teve. Teremos que nos entregar, nos superar mais uma vez, com muita determinação para que possamos avançar de fase”, analisou.

Abordado sobre utilizar sempre quase todas as substituições, as seis possíveis na Copa SP, Jardine fez questão de exaltar a qualidade dos atletas e a confiança que deposita em todo grupo.

“Confio muito no meu plantel. Quando faço trocas, sei que vamos melhorar, por ter gás novo. A diferença entre os atletas no São Paulo, de nível, é pequena, no plantel que temos atualmente. Tenho que usar os meninos que tenho, não faço mais que a obrigação como formador”, explicou.

noticias doidas