Rondônia - 23 de outubro de 2018
Home / Notícias / Centro-Oeste / Distrito Federal / Águas pela Paz propõe aliança mundial em prol dos recursos hídricos – Brasília

Águas pela Paz propõe aliança mundial em prol dos recursos hídricos – Brasília

O governador Rodrigo Rollemberg participou, nesta quinta-feira (11), da abertura do 2º Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade, no Museu Nacional. O evento é preparatório do 8º Fórum Mundial da Água e pretende criar uma aliança mundial para a preservação dos recursos hídricos.

O governador Rollemberg e o líder espiritual Sri Prem Baba participaram da abertuda do 2º Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade, no Museu Nacional da República.Governador Rollemberg participou da abertura do 2º Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade, no Museu Nacional. Foto: Andre Borges/ Brasília

Autoridades e representantes da sociedade civil aproveitaram a ocasião para reforçar a importância da água para a sociedade e a própria existência humana.

Rollemberg ressaltou que, há muitos anos, cientistas e estudiosos alertam para a situação extremamente crítica em relação ao recurso.

“A água é a causa da vida. Nesse sentido, é o tema mais importante da humanidade. É preciso que a gente busque todos os saberes, os tradicionais, científicos e espirituais, para, com base nessa confluência, ter uma nova postura em relação à água”, discursou o governador.

Rollemberg ainda se mostrou positivo para 2018, pois, segundo ele, a participação efetiva de Brasília como sede de grandes eventos relacionados ao tema hídrico vai contribuir para um ano de prosperidade.

Águas pela Paz

O 2º Seminário Internacional Água e Transdisciplinaridade também está sendo chamado de Águas pela Paz, por ser o tema desta edição. O encontro ocorre até amanhã (12) e tem o governo de Brasília entre seus organizadores, por meio da Secretaria do Meio Ambiente.

As atividades da programação passeiam por vários aspectos do saber, com debates políticos, científicos e espiritual. A proposta é, ao longo de todo o evento, abordar a questão da água com olhar diferenciado para promover nova consciência e soluções conjuntas.

Leia também

A cerca de cem dias do 8º Fórum Mundial da Água, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e o diretor presidente da  Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa DF), Paulo Salles, apresentaram à imprensa na manhã desta terça feira (12) o planejamento para o encontro

Fórum Mundial da Água em Brasília deve atrair público de 40 mil pessoas

Comitês de bacias hidrográficas do DF têm inscrições abertas

De acordo com o diretor de gestão da Nacional de Águas (ANA), Ricardo Andrade, o seminário busca despertar para o uso consciente do recurso hídrico.

“Quase sempre quando falamos de águas no Brasil, iniciamos dizendo que o nosso País tem 12% da água doce do mundo. Essa mensagem traz, na sua gênese, que no Brasil esse líquido é abundante. Alguns podem entender que nunca faltará”, explica Andrade. Para ele, o evento é fundamental para que a sociedade enfrente os desafios dos dias atuais em relação a essa temática.

Sri Prem Baba, líder espiritual e um dos organizadores do evento, acredita “na união para encontrar as soluções necessárias neste momento e ampliar a percepção para ver a água não só como um produto comercializado”.

Fórum Mundial da Água será de 18 a 23 de março

Criado em 1996 pelo Conselho Mundial da Água, o fórum foi idealizado para estabelecer compromissos políticos, manter o tema na agenda ambiental internacional e encontrar soluções para o aproveitamento sustentável dos recursos hídricos do planeta.

Entre os participantes estão governantes, empresários e representantes de organizações não governamentais (ONGs).

Compra de ingressos do segundo lote do 8º Fórum Mundial da Água vai até 28 de fevereiro

O evento ocorre a cada três anos e já passou por Daegu, na Coreia do Sul (2015); Marselha, na França (2012); Istambul, na Turquia (2009); Cidade do México, no México (2006); Kyoto, no Japão (2003); Haia, na Holanda (2000); e Marrakesh, no Marrocos (1997).

A escolha de Brasília como sede da 8º edição se deu em 26 de fevereiro de 2014, durante reunião de governadores do Conselho Mundial da Água, na Coreia do Sul.

O fórum, primeiro no Hemisfério Sul, será de 18 a 23 de março. São esperados cerca de 40 mil representantes de 170 países.

As inscrições ainda estão abertas. O primeiro lote foi encerrado ontem (10), e o segundo segue até 28 de fevereiro. Uma terceira leva de ingressos ficará disponível para compra até 23 de março.

Edição: Marina Mercante e Raquel Flores

Galeria de Fotos

Águas pela Paz propõe aliança mundial em prol dos recursos hídricos