Rondônia - 22 de julho de 2018
Home / Notícias / Esportes / Corinthians / Fluminense teme processo e deve vender Henrique Dourado ao Corinthians por ‘preço camarada’

Fluminense teme processo e deve vender Henrique Dourado ao Corinthians por ‘preço camarada’

Henrique Dourado deve ser o substituto de Jô em 2018 no Corinthians

Henrique Dourado deve ser o substituto de Jô em 2018 no Corinthians

Foto: Nelson Perez / Fluminense FC / Divulgação

O Fluminense deve mesmo vender Henrique Dourado ao Corinthians nas próximas horas. O clube carioca, conforme divulgado pelos portais NetFlu e Lance!, teme que o centroavante entre na Justiça por conta de atrasos salariais. Por conta disso, a diretoria tricolor não criará empecilhos para liberar o jogador.

Leia também:‘Escondido’ no CT do Corinthians, ex-Benfica sinaliza desejo de defender Timão Dourado comunicou desejo de deixar Fluminense, diz Abel Braga; Corinthians aguarda Curtida de Dourado em foto do Corinthians repercute até no elenco alvinegro; confira

A tendência, portanto, é Henrique Dourado ser vendido por um preço consideravelmente inferior à multa contratual de 4,5 milhões de euros (R$ 17,5 milhões). Na última segunda-feira, especulou-se que o Fluminense teria aceitado proposta de R$ 8 milhões do Corinthians.

Apesar de evitar criar imbróglios com Dourado, a diretoria do Fluminense ainda tenta uma última cartada pela permanência do artilheiro. Segundo informações do portal Globoesporte.com, o presidente do clube, Pedro Abad, e o empresário do centroavante, Meer Kaufmann, se reuniram na última quinta-feira em Orlando, nos Estados Unidos, mas não houve definição. A tendência é o martelo ser batido num novo encontro já agendado para esta sexta-feira.

Leia também:‘Escondido’ no CT do Corinthians, ex-Benfica sinaliza desejo de defender Timão Portal divulga valor da compra de Mateus Vital pelo Corinthians Vascaínos se desesperam nas redes sociais após acerto de meia com Corinthians; veja

Se de fato se acertar com o Corinthians, Henrique Dourado chega para assumir a vaga deixada por Jô, vendido ao Nagoya Grampus, do Japão, por 11 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões). Por ora, na Florida Cup, o técnico Fábio Carille vem utilizando Kazim como titular na função de centroavante.

Veja mais em:
Mercado da bola.