Home / Notícias / Concursos / Concurso TRE RN: Está autorizado e edital para nível médio e superior em breve!

Concurso TRE RN: Está autorizado e edital para nível médio e superior em breve!

Boas notícias aos concurseiros do nordeste! O novo concurso público do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE RN) já está autorizado e, de acordo com o próprio órgão, o edital deve sair ainda no primeiro semestre de 2018!

A seleção vem sendo anunciada desde 2015 e na época já contava com dotação no orçamento de 2017. Porém, acabou sendo postergada para 2018, em decorrência de restrição de gastos, de acordo com informações obtidas junto ao setor de seleção do órgão.

Com base na autorização de 2015, o concurso terá chances para cargos de Técnico e Analista Judiciário, com exigência de nível médio e superior e salários de até R$ 11,9 mil!

Previsão do edital

Uma vez autorizado, os próximos passos são a formação da comissão do concurso e a escolha da banca organizadora, o que deve acontecer nos próximos meses. A expectativa é de que o edital saia ainda no primeiro semestre de 2018, portanto não espere a divulgação do edital para iniciar os estudos. Antecipar a preparação pode ser fundamental!

Vagas e salários

O número de vagas ainda não foi divulgado. Para concorrer ao cargo de Técnico é necessário possuir ensino médio e para Analistas, nível superior. As remunerações iniciais são de R$ 7.601,10 para Técnicos, já considerando gratificação e ajuda de custo, e de R$ 11.904,90 para Analistas, ambos com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Último concurso

O último certame aconteceu em 2010 e contou com oferta de duas vagas, sendo uma de Técnico e uma de Analista, além de formar cadastro reserva de pessoal. A organização ficou por conta da Fundação Carlos Chagas (FCC).

A vaga imediata de Técnico foi para a área administrativa, com formação de cadastro para as áreas de apoio especializado – especialidade programação de sistemas, enfermagem e higiene dental.

No caso de Analistas, a oferta imediata também foi para a área administrativa, com cadastro para as áreas judiciária, administrativa – especialidade contabilidade, especialidade análise de sistemas, especialidade engenharia civil, especialidade medicina, especialidade odontologia e especialidade biblioteconomia.

A avaliação, por meio de provas objetivas, foi composta de 60 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos.

Para Analistas nas áreas judiciária e administrativa, bem como para Técnico, na área administrativa, também foi aplicada uma redação.

Nova Concursos tem ajudado há mais de 8 anos quem quer vencer a batalha do concurso público. Se você quer aumentar as suas chances de passar, conheça os nossos materiais, acessando o nosso site!